Publicado 11 de Outubro de 2021 - 16h27

Por Gabriel Bueno da Costa

Infectologista e principal conselheiro médico da Casa Branca, Anthony Fauci voltou a apelar para que a população dos Estados Unidos se vacine logo contra a covid-19. Durante entrevista à CNN neste domingo, 3, ele ressaltou a importância disso para a segurança das próprias pessoas, de suas famílias e da sociedade em geral.

Questionado sobre religiões que estariam contra a imunização, o especialista notou que isso na verdade envolve um "número mínimo" de casos.

Fauci também rebateu declarações de alguns membros do Partido Republicano segundo as quais imigrantes e turistas seriam responsáveis pelo avanço dos casos nos Estados Unidos.

Ele notou que, como qualquer pessoa, os imigrantes também podem ficar infectados. "Mas eles não são a força propulsora aqui. Vamos encarar a realidade", afirmou.

O infectologista também disse que o medicamento molnupiravir da Merck, que segundo estudo da empresa pode reduzir em cerca de 50% o número de mortes e hospitalizações entre pessoas contaminadas com covid-19, é algo "extremamente importante".

De qualquer modo, ele disse que essa novidade não é motivo para se abandonar a vacinação, insistindo na importância de avançar mais nessa frente no país.

Escrito por:

Gabriel Bueno da Costa