Publicado 11 de Outubro de 2021 - 9h12

Por Gabriel Caldeira

A AstraZeneca informou nesta terça-feira (5) que emitiu solicitação para o uso emergencial ao Food and Drug Administration (FDA, a Anvisa dos Estados Unidos) de seu medicamento AZD7442, descrito pela farmacêutica britânica como uma "combinação de anticorpos" que reduziu em 77% o risco de casos graves de covid-19 em testes de fase 3.

Nos estudos clínicos conduzidas pela companhia, mais de 75% dos participantes tinham comorbidades relacionadas à covid-19 ou apresentavam resposta imune menor às vacinas contra a doença, disse a empresa, que contou 35 casos de covid-19 sintomática em uma análise primária. De acordo com a AstraZeneca, a droga foi "bem tolerada" pelos voluntários do teste.

Caso obtenha a autorização do FDA, esta será o primeiro medicamente preventivo contra a covid-19 a receber aval para uso emergencial, afirmou a AstraZeneca.

Escrito por:

Gabriel Caldeira