Publicado 09 de Outubro de 2021 - 18h56

Por Estadão Conteúdo

O líder chinês Xi Jinping disse neste sábado (9) que uma reunificação "pacífica" de Taiwan com o continente chinês é do interesse de Pequim, apesar das crescentes ameaças militares contra a ilha autônoma. "A reunificação da nação deve ser realizada, e definitivamente será realizada", prometeu o líder diante de uma audiência de políticos e militares reunidos em celebração oficial no Grande Salão do Povo de Pequim.

Os comentários de Xi Jinping foram feitos poucos dias depois que militares chineses enviaram um grande número de aeronaves em direção a Taiwan, em exercícios que a ilha autogerida chamou de ameaça.

Taiwan e China se separaram em 1949 em meio a uma guerra civil, com o então governante Partido Nacionalista fugindo para a ilha enquanto os comunistas assumiam o poder no continente. Desde a divisão, Taiwan se autogoverna, mas sua soberania foi negada por Pequim, que também buscou isolar a ilha internacionalmente.

Escrito por:

Estadão Conteúdo