Publicado 09 de Outubro de 2021 - 11h06

Por Estadão Conteúdo

A seleção brasileira feminina de handebol está garantida no Mundial da modalidade, que acontecerá em dezembro na Espanha. A vaga foi assegurada na noite de sexta-feira com a tranquila vitória sobre o Paraguai por 42 a 17, em partida válida pela quarta e penúltima rodada dos Jogos Sul-Centro Americanos, em Assunção.

Em um jogo sem qualquer dificuldade em quadra, a seleção brasileira conheceu a sua quarta vitória em quatro partidas na competição, dividindo a liderança do torneio com a Argentina. Os outros triunfos foram sobre Chile, Uruguai e Bolívia - este último por W.O..

A participação brasileira no Sul-Centro Americano se encerra neste sábado, às 20 horas (de Brasília), contra a Argentina, que também tem 100% de aproveitamento e leva vantagem na tabela de classificação pelo saldo de gols. Com ambos os países garantidos no Mundial, quem vencer garantirá o título do torneio.

Além de brasileiras e argentinas, o Sul-Centro Americano definira mais um classificado para o Mundial no final do ano. Neste sábado, Paraguai e Chile se enfrentam pela quinta e última rodada. O vencedor estará garantido no evento.

Considerado franco favorito para a partida, a seleção brasileira sofreu um susto logo no primeiro lance da partida. Após uma tentativa do Paraguai pelo meio, a arbitragem assinalou a falta cometida por Patrícia Matieli e lhe apresentou o cartão vermelho, tirando uma dos destaques brasileiros da partida logo minuto inaugural.

No entanto, mesmo com esse contratempo, não demorou para que o Brasil demonstrasse a sua superioridade. Com um ataque bastante eficiente nas finalizações e boas trocas de passes, o time nacional foi superior durante todo os primeiros 30 minutos e foi para o intervalo com uma vantagem de 17 gols.

Na segunda etapa, o domínio seguiu imperando. Mesmo vendo o Paraguai obtendo mais sucesso nos seus ataques, muito por conta do afrouxamento da marcação brasileira, a seleção seguiu imperando no placar e conseguiu ampliar ainda mais a sua vantagem, fechando a partida.

As maiores artilheiras da equipe brasileira foram Adriana de Castro (6), Thaís Fermo (5), Gabriela Constantino (5), Lívia Ventura (5), Jéssica Quintino (4) e Larissa Araújo (4).

Escrito por:

Estadão Conteúdo