Publicado 09 de Outubro de 2021 - 10h00

Por Gabriel Caldeira

O Departamento de Estado dos Estados Unidos emitiu um comunicado neste domingo em que insta a China a "cessar sua pressão militar, diplomática e econômica" sobre Taiwan, após 20 caças chineses sobrevoarem o espaço aéreo taiwanês ontem (2), segundo informou o ministério da Defesa do país.

"Os EUA estão muito preocupados com a atividade militar provocativa da República Popular da China perto de Taiwan, que é desestabilizadora, corre o risco de erros de cálculo e mina a paz e a estabilidade regionais", declarou o órgão americano, que disse no documento ter "interesse permanente" na paz e estabilidade da região.

O Departamento de Estado completou ao afirmar que tem uma relação "sólida" com a "democrática" Taiwan, e disse que continuará a assistir o país a "manter uma capacidade de autodefesa suficiente".

Escrito por:

Gabriel Caldeira