Publicado 14 de Setembro de 2021 - 17h14

Por José Maria Tomazela

O ônibus que retornava de uma unidade prisional de Tremembé, com destino a São Paulo, ficou totalmente queimado

Divulgação

O ônibus que retornava de uma unidade prisional de Tremembé, com destino a São Paulo, ficou totalmente queimado

Um acidente envolvendo dois carros, um caminhão e um ônibus de turismo causou a morte de seis pessoas e deixou outras sete feridas, na manhã desta terça-feira, 14, na rodovia Presidente Dutra, em São José dos Campos, interior de São Paulo. O engavetamento aconteceu no km 134 da pista sentido São Paulo, da rodovia. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), um caminhão reduziu a velocidade devido a outro acidente e o carro que seguia logo atrás foi prensado contra o veículo de carga pelo ônibus. Outro carro bateu na traseira do coletivo.

O ônibus retornava de uma unidade prisional de Tremembé, na mesma região, com destino a São Paulo. Segundo a PRF, o ônibus e os dois automóveis pegaram fogo. As seis pessoas que morreram viajavam no carro que foi prensado pelos dois veículos maiores. Elas tiveram os corpos carbonizados. Seis passageiros do ônibus e o motorista do outro carro ficaram feridos, sendo três em estado grave. As vítimas foram encaminhadas para o hospital da Fundação de Saúde e Assistência (Fusam) de Caçapava. Testemunhas relataram que alguns passageiros chegaram a pular pelas janelas do ônibus para escapar do incêndio.

Além de equipes do serviço de resgate da concessionária e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que prestaram socorro às vítimas, o Corpo de Bombeiros foi mobilizado para apagar o incêndio no ônibus, que ficou totalmente destruído. O acidente causou interdição total de três horas na pista sentido São Paulo, onde aconteceu o acidente. A pista sentido Rio de Janeiro também chegou a ser interditada para o trabalho de resgate, mas por menos tempo. Houve oito quilômetros de congestionamento no trecho.

Até as 15 horas, as vítimas do acidente não tinham sido identificadas. Também não havia informações sobre o estado de saúde dos feridos.

Escrito por:

José Maria Tomazela