Publicado 14 de Setembro de 2021 - 14h33

Por Nova York

Quase 80% da produção de petróleo e gás dos Estados Unidos no Golfo do México segue paralisada, quase dez dias após a passagem do furacão Ida pela Louisiana, com companhias lutando para reiniciar o trabalho em plataformas offshore. Ida caminha para se tornar a tempestade mais destrutiva para a produção offshore no país em mais de 15 anos, após também causar estragos em infraestrutura onshore e danificar algumas operações offshore, inclusive dutos subterrâneos, o que provocou vazamento de petróleo no Golfo.

O Golfo do México é responsável por 17% da produção de petróleo dos EUA e 5% da de gás natural, com companhias como Chevron, Royan Dutch Shell, BP e Exxon. Vários problemas concorrem para atrasar a recuperação, segundo analistas e representantes das empresas, como a paralisação de portos e aeroportos e a lentidão no reenvio de equipes e equipamento. Até a terça-feira, quase 1,5 milhão de barris por dia de petróleo e 1,7 bilhão de pés cúbicos de gás estavam deixando de ser produzidos. O impacto no setor como um todo de petróleo e combustível até agora é modesto, mas algumas das maiores refinarias do país seguem paradas, exacerbando problemas de abastecimento de combustível na Louisiana. Fonte: Dow Jones Newswires.

Escrito por:

Nova York