Publicado 13 de Setembro de 2021 - 11h17

Por Estadão Conteúdo

"Nestes tempos turbulentos, quando os afegãos procuram refúgio, rezo pelos mais vulneráveis entre eles. Oro para que muitos países os recebam e protejam aqueles que buscam uma nova vida", pediu o Papa Francisco neste domingo, 05, durante sua bênção semanal na Praça de São Pedro.

Milhares de afegãos evacuados pelos Estados Unidos estão esperando nos chamados centros de trânsito em países como Catar, Alemanha e Itália. Centenas de outras pessoas estão tentando sair por meio de travessias de terra com países vizinhos, como o Paquistão.

"Eu também rezo pelos deslocados internos para que tenham ajuda e proteção necessária. Que os jovens do Afeganistão recebam uma educação, que é um bem essencial para o desenvolvimento humano", disse Francisco. A última vez que os militantes islâmicos estiveram no poder no país, as mulheres não podiam trabalhar e as meninas não podiam ir à escola.

O aeroporto de Cabul retomou os voos domésticos no sábado, 04, paralisado desde a vitória do Taleban em 15 de agosto, e que operava apenas com voos de evacuação até segunda-feira, 30, data em que as últimas tropas americanas deixaram o país.

O Papa também ofereceu suas orações e condolências pelas vítimas do furacão Ida, que matou dezenas de pessoas nos Estados Unidos. "Garanto minhas orações pelo povo norte americano, que foi atingido nos últimos dias por um forte furacão", disse.

Mais de 44 pessoas morreram nos estados do nordeste dos EUA e pelo menos 12 na Louisiana, onde a tempestade atingiu o continente há uma semana. O presidente dos EUA, Joe Biden, visitará Nova Jersey e Nova York, devastadas pela tempestade, na terça-feira, 07, dias depois de viajar para Louisiana.

(Com agências internacionais)

Escrito por:

Estadão Conteúdo