Publicado 12 de Setembro de 2021 - 10h27

Por Estadão Conteúdo

O piloto italiano festejou muito a dura vitória em Aragão

@photopsp_lukasz_swiderek

O piloto italiano festejou muito a dura vitória em Aragão

Francesco Bagnaia, enfim, ganhou a primeira corrida da temporada na MotoGP. E foi uma vitória espetacular. Depois de largar na pole position e sofrer enorme pressão do octacampeão mundial Marc Marquez, o piloto italiano teve de dar o troco em sete ultrapassagens do rival nas últimas três voltas para levar a melhor na etapa de Aragão.

O italiano festejou muito a dura vitória em Aragão. Ainda na pista, foi cumprimentado por Marquez, que reconheceu o ótimo trabalho do piloto da Ducati. Já nos boxes, abraço caloroso com a equipe e muitos acenos para a torcida.

"Não tenho palavras para dizer o que estou sentindo. Fiquei muitas vezes perto da vitória na temporada e não vinha conseguindo. Foi duro, o Marquez estava com fome de vitória, mas eu consegui", comemorou Bagnaia.

Com o triunfo na prova espanhola, ele subiu para 161 pontos, assumindo a segunda colocação na classificação da MotoGP, atrás apenas do líder disparado Fábio Quartararo, com 214. São 53 pontos de diferença. Joan Mir, terceiro em Aragão, vem a seguir com 157 pontos. Restam seis etapas.

Pole position, Bagnaia manteve a primeira posição na largada. Quartararo não partiu bem, caindo para sétimo antes de completar a primeira volta. Já o espanhol Marc Marquez se destacou, subindo para segundo e pressionando o italiano.

A resposta de Bagnaia veio com a melhor volta da prova. Foram logo abrindo seis décimos sobre o terceiro colocado, se isolando na briga pela primeira posição. Com a liderança, o italiano superava Mir e Johann Zarco, assumindo a segunda colocação na classificação.

Com rendimento ruim, Quartararo perdeu outras duas posições, levando fáceis ultrapassagens de Iker Lecuona e Brad Binder. Na frente, Bagnaia sofria para segurar Marquez.

Os ataques foram incessantes do espanhol. Porém, sem êxito. Restando seis voltas, eles já tinham quatro segundos de vantagem sobre Mir, o terceiro. Com somente três voltas para o fim, enfim a ultrapassagem. Mas com troco imediato. Repetiram a dose na mesma volta.

O italiano mostrava enorme concentração para não deixar escapar a primeira vitória na temporada após dominar a corrida desde a largada. Na penúltima volta e na abertura da última tivemos novamente ultrapassagem e troco por cinco vezes. Na última tentativa, o espanhol saiu da pista e não mais conseguiu se recuperar na briga. Mir confirmou o terceiro lugar e Quartararo ainda recuperou uma posição, subindo para oitavo.

Escrito por:

Estadão Conteúdo