Publicado 11 de Setembro de 2021 - 23h52

Por Estadão Conteúdo

O Santos completou sete jogos sem vitória na noite deste sábado, ao empatar sem gols com o Bahia, na Vila Belmiro. A sequência negativa já custou a eliminação da equipe na Copa Sul-Americana, dificuldades na Copa do Brasil e a demissão do técnico Fernando Diniz. Para o zagueiro Danilo Boza, o Santos precisa mudar sua postura em campo.

Na avaliação do jogador, essa mudança depende mais dos jogadores do que do técnico Fábio Carille, que fez sua estreia nesta noite. "Nós trabalhamos sempre forte para conquistar as vitórias. Tem que dar um pouco de tempo para o professor Carille para pegar o jeito dele de jogar. Mas isso não interfere em nada no resultado. Somos nós, os jogadores, que precisamos mudar dentro de campo, para sair com a vitória."

Anunciado pelo Santos na quarta-feira, Carille teve pouco tempo para conhecer o elenco santista e esboçar as primeiras mudanças. Fato é que o treinador já terá duas baixas para a sequência da equipe na semana, em jogos da Copa do Brasil e do Brasileirão.

Pelo segundo, o desfalque será o atacante Lucas Braga, que levou o terceiro cartão amarelo neste sábado. A próxima partida do time santista válida pelo Brasileirão será no sábado que vem, contra o Ceará, fora de casa.

Pela outra competição nacional, a baixa será o próprio Boza, que já disputou jogo nesta edição da Copa do Brasil pelo Mirassol. Assim, não pode defender o Santos neste torneio. A equipe da Vila Belmiro vai fazer o jogo da volta contra o Athletico-PR na terça-feira, em casa. Na ida, perdeu por 1 a 0.

Escrito por:

Estadão Conteúdo