Publicado 11 de Setembro de 2021 - 19h01

Por Estadão Conteúdo

Em um dos jogos que movimentou a 23ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro na tarde deste sábado, Sampaio Corrêa e Operário-PR se enfrentaram no Estádio Castelão, em São Luís, e não conseguiram sair do empate sem gols. O time maranhense chegou a perder um pênalti com Nadson já no segundo tempo e com o resultado, as duas equipes se complicaram na briga pelo G-4.

Com o resultado, o Sampaio Corrêa chegou aos dois jogos sem vitória e com 35 pontos, viu a distância para a zona de acesso aumentar para quatro pontos, já que o Goiás, primeiro time dentro do G-4, tem 39. Do outro lado, a situação do Operário-PR é ainda pior. Vindo de duas derrotas seguidas, o time paranaense chegou a três jogos de jejum e segue estacionado na nona colocação, agora com 33 pontos.

A partida começou em alta intensidade no primeiro tempo. Com marcações altas, os dois times ficaram trocando passes e procurando espaço para chegar com perigo ao gol adversário nos primeiros minutos. A primeira chance veio pelos lados do Sampaio Corrêa, quando Pimentinha fez bela jogada pela direita, se livrou da marcação e chutou forte, mas o goleiro Simão conseguiu fazer a defesa em dois tempos.

A resposta do Operário veio aos 25 minutos. Paulo Sérgio foi lançado no ataque, invadiu a área pela direita e cruzou para Marcelo. Mas, mesmo de frente para o gol, ele acabou cabeceando para fora. Depois disso, o ritmo da partida caiu um pouco e o Sampaio Corrêa só voltou a assustar nos acréscimos. Watson arriscou um chute de longe, mas Simão conseguiu espalmar para fora. Por isso, o primeiro tempo terminou empatado sem gols.

Logo na volta do intervalo, o Sampaio Corrêa teve a grande oportunidade do jogo para tirar o zero do placar. Aos nove minutos, Diego Cardoso aproveitou a falha da defesa, mas quando foi invadir a área, acabou derrubado pelo goleiro Simão. Ligado no lance, o árbitro marcou pênalti e deu cartão amarelo para o camisa 1. Nadson foi para a cobrança e acabou mandando para fora.

A partir daí, o ritmo da partida caiu um pouco e os dois treinadores aproveitaram para fazer algumas mudanças em suas equipes em busca dos três pontos. Aos 29 minutos, Djalma Silva recebeu na área e chutou forte, mas parou na defesa de Luiz Daniel, perdendo uma boa chance para o Operário-PR. Nos minutos finais, o duelo seguiu movimentado, mas o placar terminou mesmo em 0 a 0.

Os dois times voltam a campo no final da próxima semana para a disputa da 24ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Na quinta-feira (16), o Operário-PR visita o Cruzeiro, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas (MG), às 19h. Já na sexta-feira (17), o Sampaio Corrêa encara o Confiança, fora de casa, no Estádio Batistão, às 20h30.

FICHA TÉCNICA:

SAMPAIO CORRÊA 0 x 0 OPERÁRIO-PR

SAMPAIO CORRÊA - Luiz Daniel; Watson, Joécio, Éder Lima e Mascarenhas (Zé Mario); Ferreira, Eloir (Márcio Araújo) e Nadson (Gui Campana); Jean Silva (Roney), Jackson (Diego Cardoso) e Pimentinha. Técnico: Felipe Surian.

OPERÁRIO-PR - Simão; Fábio Alemão, Rodolfo Filemon, Reniê e Fabiano; Leandro Vilela (Pedro Ken), Marcelo Santos, Thomaz (Gustavo Coutinho), Marcelo (Alan) e Djalma Silva (Alemão); Paulo Sérgio (Jean Carlo). Técnico: Matheus Costa.

CARTÕES AMARELOS - Watson (Sampaio Corrêa) e Simão (Operário-PR).

ÁRBITRO - Vinicius Gomes do Amaral (RS).

RENDA E PÚBLICO - Jogo sem torcida.

LOCAL - Estádio Castelão, em São Luís (MA).

Escrito por:

Estadão Conteúdo