Publicado 11 de Setembro de 2021 - 17h21

Por Matheus Andrade

O diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), Rafael Grossi, não terá acesso às câmeras de vigilância que mostram o funcionamento das instalações nucleares do Irã, publicou hoje a Press TV, emissora estatal ligada ao governo de Teerã, citando uma fonte. A notícia vem após a AIEA comunicar que Grossi visitará amanhã (12) a capital do país persa para se reunir com autoridades.

"Durante a visita de Grossi a Teerã, não haverá nenhuma mudança no acesso da AIEA aos dados nas instalações nucleares, e a agência não terá acesso às imagens das câmeras de vigilância", afirmou a fonte à Press TV, que concluiu ainda que as "conversas serão apenas sobre a manutenção de alguns dos equipamentos de monitoramento e não há outra questão na agenda".

Em sua visita, Grossi se reunirá com o vice-presidente do Irã e líder da Organização de Energia Atômica do Irã (AEOI, na sigla em inglês), Mohammad Eslami. O encontro acontece alguns dias após a AIEA, atrelada à Organização das Nações Unidas (ONU), acusar o país de seguir ampliando estoques de urânio enriquecido.

Escrito por:

Matheus Andrade