Publicado 11 de Setembro de 2021 - 15h32

Por Estadão Conteúdo

O PSG entrou em campo neste sábado sem Neymar e Messi, poupados pelo técnico Mauricio Pochettino após a sequência das Eliminatórias da Copa do Mundo, mas a ausência da dupla mal foi sentida. O jovem Mbappé assumiu a responsabilidade no Parque dos Príncipes e acabou sendo peça essencial na goleada por 4 a 0 sobre o Clermont Foot, em jogo da quinta rodada do Campeonato Francês. Além de ter colocado uma bola na rede, ele participou de gols marcados por Gueye e Herrera, que marcou duas vezes e foi outro destaque da partida.

O resultado conquistado com a boa atuação mantém a invencibilidade do Paris Saint-Germain na disputa da liga nacional, na qual ocupa a primeira colocação, com 15 pontos somados. O Clermont, por sua vez, está em terceiro lugar, com oito pontos, após conhecer a primeira derrota, e pode perder posições até o final da rodada.

Não foram apenas Messi e Neymar que ficaram de fora da partida. Os argentinos Di María e Paredes, que também estavam disputando as Eliminatórias, engrossaram a lista de poupados. Já o zagueiro Marquinhos não jogou contra o Peru com a seleção brasileira porque estava suspenso, por isso voltou mais cedo a Paris e atuou normalmente.

Apesar de tantas baixas, o time parisiense teve uma atração que valia o ingresso. O goleiro Donnarumma, contratado após se destacar na conquista do título da Eurocopa pela Itália, fez sua primeira partida pelo clube. O estreante italiano não teve muitas oportunidades de mostrar suas qualidades, já que o Clermont ofereceu pouco perigo no campo de ataque.

O PSG, por outro lado, aproveitou o primeiro tempo para abrir vantagem, com dois gols de Herrera. O primeiro saiu aos 19 minutos, após rebote, e o segundo foi feito aos 30, quando Ogier tentou interceptar passe de Mbappé, mas colocou a bola no caminho do espanhol, que mandou para dentro.

No segundo tempo, Mbappé apareceu aos nove minutos para fazer o dele, ao receber um bom passe de Draxler e avançar em velocidade, nas costas da defesa, antes de driblar o goleiro e finalizar para a rede. Aos 19, o jovem francês foi para cima de novo, dando um chute cruzado que bateu em Desmas e voltou para Gueye marcar o quarto gol, fechando o placar.

Escrito por:

Estadão Conteúdo