Publicado 11 de Setembro de 2021 - 8h06

Por Estadão Conteúdo

Alheio a reclamação dos rivais, o Cruzeiro voltará a contar com o apoio da sua torcida no confronto direto diante da Ponte Preta neste sábado, às 11 horas, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas - 70km de Belo Horizonte (MG) -, pela 23ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O time mineiro poderá receber 5,4 mil torcedores, que deverão respeitar os protocolos de saúde.

Mesmo sem perder há nove jogos - três vitórias e seis empates -, o Cruzeiro segue na parte inferior da classificação com 26 pontos. Um dos motivos é o excesso de empates, são 11 ao todo, sendo dois nas últimas duas rodadas (0 a 0 com o CRB e 1 a 1 com o Goiás).

"É um momento que temos que evoluir, e temos 10 equipes que temos que conquistar a vitória. Não vou falar as equipes, já conversei com os jogadores, e vamos preparar para jogar em casa bem contra uma equipe que está com 25 pontos. Nós temos 26 pontos, e a Ponte Preta vem evoluindo, vem crescendo, e temos que ter a paciência de jogar um jogo sem ficar vulnerável, sem querer partir pra jogar de qualquer maneira", analisou o técnico Vanderlei Luxemburgo.

O problema da Ponte Preta, enquanto isso, são os jogos fora de casa. O time paulista ainda não venceu como visitante - quatro empates e sete derrotas. Com os 3 a 2 em cima do Sampaio Corrêa, em Campinas, a Ponte Preta chegou aos 25 pontos.

"Entendo que a Ponte evoluiu e está num patamar que pode buscar esses resultados, mas os erros fora estão custando o resultado", ponderou Gilson Kleina, técnico da Ponte Preta.

No Cruzeiro, Luxemburgo terá o reforço do atacante Marcelo Moreno, que serviu a seleção boliviana nas Eliminatórias. Mas como o jogador chegará ao Brasil apenas na madrugada de sábado, começará a partida no banco de reservas. O atacante Bruno José se recuperou de dores no tornozelo direito e vai para o jogo.

O volante Flávio, após cumprir suspensão, está de volta. O lateral Jean Victor e o meia Ariel Cabral estão entregues à preparação física. Henrique, Keké, Norberto e Rhodolfo estão na fisioterapia.

Na Ponte Preta, o técnico Gilson Kleina confirmou a estreia do lateral-esquerdo Marcelo Hermes. Ele pegará a vaga de Rafael Santos, fora por força contratual, uma vez que está emprestado pelo próprio Cruzeiro. No meio-campo, o volante André Luiz deverá ser titular na vaga de Léo Naldi, com lesão no tornozelo direito. No ataque, Rodrigão não viajou por conta de uma virose e deve ser substituído por João Veras.

"Estamos pedindo para a gente manter o jeito de jogar, mas também com estratégia. Isso também é importante: não é só a manutenção da equipe, com a entrada do Marcelo e algumas situações que a gente tentou durante a semana. É saber aguentar, ter esse comprometimento para sair com a vitória ao fim dos 90 minutos", completou Kleina.

Escrito por:

Estadão Conteúdo