Publicado 09 de Setembro de 2021 - 13h31

Por Gabriel Caldeira e Sergio Caldas

A presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, disse nesta quinta-feira, 9, que a decisão da instituição de recalibrar seu programa emergencial de compras de ativos, conhecido como PEPP, não representa "tapering", processo pelo qual as aquisições são reduzidas gradualmente.

Em anúncio de política monetária mais cedo, o BCE avaliou que "condições favoráveis de financiamento" permitem que as compras do PEPP ocorram em ritmo "moderadamente menor" dos que nos dois últimos trimestres.

Segundo Lagarde, a decisão sobre o ritmo menor foi unânime entre os dirigentes do BCE e os estímulos serão recalibrados nos próximos três meses.

"A recuperação da zona do euro nos deu confiança para recalibrar os estímulos", ressaltou ela, durante coletiva de imprensa.

Lagarde também afirmou que o BCE discutirá os temos e condições do PEPP em sua reunião de dezembro e que, quando o programa emergencial chegar ao fim, a instituição disporá de outros instrumentos para dar continuidade às compras de ativos.

Ela disse ainda que medidas de estímulo fiscal adotadas na zona do euro deverão ser estendidas, mas de forma "mais direcionada".

Escrito por:

Gabriel Caldeira e Sergio Caldas