Publicado 08 de Setembro de 2021 - 0h11

Por Estadão Conteúdo

Um jogo que começou tranquilo, com dois gols nos primeiros 20 minutos, e depois terminou apertado, no sufoco para não ceder o empate. Assim foi a história da apertada vitória do Fluminense, por 2 a 1, em cima da Chapecoense, nesta terça-feira à noite, na Arena Condá, pela 19.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Eficiência no ataque no primeiro tempo e eficiência na defesa no segundo, tanto que o volante André deixou o campo como melhor do duelo.

"Fico muito feliz por ser reconhecido, mesmo porque tive esta oportunidade. Venho treinando forte. A vitória foi merecida. Acho que o grupo mereceu esta vitória, porque está treinando muito. O time está crescendo e só precisa dar continuidade ao trabalho" resumiu o volante, que deixou o campo nos últimos minutos por cansaço.

A vitória realmente é importante para o Fluminense, que saltou na tabela para a sétima posição, com 25 pontos, no encerramento de sua participação no primeiro turno. Mas pode ser ainda ultrapassado por Atlético-GO (25), Athletico-PR (24) e Ceará (24).

Para chegar à sua segunda vitória sob seu comando, Marcão optou por armar o time mais forte na marcação, usando três volantes: André, Martinelli e Yago Felipe. O meia Nenê ficou no banco de reservas e só entrou na parte final do jogo, enquanto o atacante Fred ganhou um período de descanso.

O retrospecto de Marcão, após a saída de Roger Machado, agora é de quatro jogos invictos, com vitórias em cima da Chapecoense e do Bahia (2 a 0), além de empates em casa por 1 a 1 contra o Juventude e o Atlético-MG. No domingo, o Fluminense recebe o São Paulo no Maracanã.

Escrito por:

Estadão Conteúdo