Publicado 07 de Setembro de 2021 - 22h51

Por Estadão Conteúdo

Acostumado a brilhar em Nova York, Bruno Soares conquistou grande vitória nesta terça-feira e assegurou vaga na semifinal da chave de duplas do US Open. O brasileiro e o escocês Jamie Murray derrotaram o espanhol Marcel Granollers e o argentino Horacio Zeballos por 2 sets a 1, com parciais de 6/7 (5/7), 6/4 e 6/4.

Granollers e Zeballos eram os favoritos porque figuram como cabeças de chave número dois do torneio e vinham de título no Masters 1000 de Cincinnati, às vésperas do Grand Slam também disputado nos Estados Unidos. Além disso, Soares ainda busca sua melhor forma técnica após ficar dois meses afastado do circuito em razão de uma cirurgia para remover o apêndice.

Mesmo assim, a dupla do brasileiro mostrou precisão e experiência para vencer mais uma. Soares garantiu lugar em sua nona semifinal de Grand Slam em duplas masculinas. Ele é o atual campeão, por ter vencido no ano passado ao lado do croata Mate Pavic. O mineiro foi campeão ainda em 2016, ao lado de Murray, e vice em 2013, com o austríaco Alexander Peya.

Soares busca alcançar a sua sexta final de Slam nas duplas masculinas - tem dois títulos nas duplas mistas também no US Open. Para tanto, ele e Murray vão enfrentar na semifinal o australiano John Peers, ex-número dois do mundo nas duplas, e o eslovaco Filip Polasek. Eles eliminaram nesta terça os experientes franceses Nicolas Mahut e Pierre-Hugues Herbert, cabeças número três, por 6/2 e 6/3.

Nas duplas mistas, Marcelo Demoliner se despediu ao ser derrotado pelo salvadorenho Marcelo Arevalo-Gonzalez e pela mexicana por 3/6, 6/3 e 10/4. O brasileiro formou dupla com a australiana Ellen Perez. Nas duplas masculinas, ele já havia sido eliminado na segunda rodada.

CHAVES DE SIMPLES - No masculino, o russo Daniil Medvedev perdeu seu primeiro set no torneio, mas espantou a zebra ao derrotar o jovem holandês Botic van de Zandschulp, que saiu do qualifying, por 6/3, 6/0, 4/6 e 7/5. Acostumado a ter bons resultados no US Open, o russo se garantiu na semifinal.

No feminino, a canadense Leylah Annie Fernandez foi o grande nome do dia. A tenista de apenas 19 anos, completados na segunda-feira, escreveu mais um capítulo de sua grande trajetória no US Open ao eliminar a ucraniana Elina Svitolina, quinta cabeça de chave, por 6/3, 3/6 e 7/6 (7/5).

Fernandez vem de vitórias sobre a japonesa Naomi Osaka e sobre a alemã Angelique Kerber, duas campeãs do US Open. A atual 73ª do mundo se tornou a mais jovem semifinalista do torneio americano desde a russa Maria Sharapova, em 2005.

Na semifinal, ela terá mais um desafio complicado pela frente. Vai encarar a embalada belarussa Aryna Sabalenka, segunda cabeça de chave, que despachou nesta terça a checa Barbora Krejcikova, atual campeã de Roland Garros, por 6/1 e 6/4.

Escrito por:

Estadão Conteúdo