Publicado 07 de Setembro de 2021 - 6h36

Por Estadão Conteúdo

O Fluminense visita a Chapecoense nesta terça-feira, às 21h30, na Arena Condá com o pensamento de engrenar no Brasileirão. A equipe carioca busca um triunfo em Chapecó, no duelo válido pela 19ª rodada, a última do primeiro turno, para dar sequência ao progresso que tem apresentado desde que o técnico Marcão assumiu, e se aproximar do pelotão da frente.

Com 22 pontos, o Fluminense é o 12º colocado do Brasileirão. Embora tenha sido derrotada pelo Atlético-MG na Copa do Brasil, a equipe não perdeu no torneio de pontos corridos desde que Marcão assumiu o comando técnico após a demissão de Roger Machado. Foram dois empates (Atlético-MG e Juventude) e uma vitória sobre o Bahia.

O time tricolor busca em Chapecó um triunfo que lhe ajude a se aproximar do pelotão da frente. E jogará no Sul sem o seu goleador. O veterano Fred não viajou e foi preservado em meio à maratona de jogos. Para o seu lugar, Marcão escolheu Bobadilla, que já vem substituindo o experiente centroavante nos últimos compromissos.

Jhon Arias é outro desfalque importante. O meia viajou para Colômbia para o enterro da avó. A tendência é de que Luiz Henrique seja o titular no trio de ataque que deve ser completo por Lucca. Caio Paulista está recuperado de uma lesão grave na coxa e volta a ficar à disposição depois de 11 partidas, mas começará o duelo entre os suplentes. Por outro lado, Gabriel Teixeira ainda não está à disposição. Em transição física, o jovem meia-atacante ainda não voltou a treinar com o restante do grupo.

No meio-campo, Martinelli, preservado na última quinta-feira, contra o Juventude, deve retornar, o que faz com que Nonato deixe a equipe.

CHAPECOENSE - Ainda buscando por uma reação, a Chapecoense, afundada na lanterna, tenta vencer sua primeira partida na competição. Após melhora na defesa e três jogos sem perder, o técnico Pintado, que volta após suspensão, quer focar no setor ofensivo para surpreender o time carioca.

"Precisamos construir uma base mais sólida. Não somos mais a pior defesa do campeonato. Passar uma partida sem sofrer gol mostra que estamos no caminho certo. Tivemos um sinal de crescimento e agora vou olhar para a parte ofensiva, pois precisamos fazer gols e vencer os jogos", ressaltou o treinador.

Nos últimos três jogos, a Chapecoense empatou com América-MG e Atlético-GO por 1 a 1, além de um 0 a 0 na última rodada diante do Sport. Mesmo assim, a situação do time catarinense é muito delicada, porque soma apenas sete pontos, está na lanterna (20.º) e é o único que ainda não venceu na competição. O Grêmio, aparece uma posição acima, já tem 16, enquanto o Bahia, primeiro fora da zona de rebaixamento, soma 21 pontos.

A novidade para o duelo fica por conta da presença do volante Anderson Leite, que foi desfalque no último jogo, mas está recuperado de lesão na coxa esquerda. Léo Gomes e Ravanelli também são opções. Por outro lado, o zagueiro Joílson teve um edema muscular na coxa direita e não foi relacionado. Em seu lugar deve jogar Kadu, que entrou no decorrer do duelo com o Sport.

Escrito por:

Estadão Conteúdo