Publicado 20 de Agosto de 2021 - 21h10

Por Estadão Conteúdo

A brasileira Luisa Stefani e a canadense Gabriela Dabrowski seguem fazendo bonito no WTA 1000 de Cincinnati, nos Estados Unidos. Embaladas, elas superaram as checas Katerina Siniakova e Barbora Krejcikova, campeãs olímpicas em Tóquio, por 2 sets a 1, com parciais de 7/5, 3/6 e 10/7, nesta sexta-feira. A vitória garantiu a dupla da brasileira na final.

Será a terceira final consecutiva de Stefani, que vem do vice-campeonato em San Jose, também nos EUA, e do título em Montreal, em sua maior conquista no circuito, no fim de semana passado. Com o resultado desta sexta, a dupla acumulou a nona vitória consecutiva.

"Um grande jogo, difícil, as meninas jogam super bem. Não dão nada de graça, precisamos fazer por merecer o tempo todo. Dei uma brecha no meu saque no segundo set, elas levantaram bastante o nível e venceram a parcial. Então, é bem delicado o jogo, não podemos baixar a guarda. E fomos muito bem no match tie-break, sendo agressivas mesmo abaixo, principalmente no final. Muito feliz com a vitória, com a maneira como lidamos. Vamos buscar esse título", comentou a brasileira.

A vitória desta sexta tem importância extra por ser sobre as principais favoritas ao título em Cincinnati. Siniakova e Krejcikova, além de faturarem o ouro nas duplas em Tóquio, foram campeãs de Roland Garros neste ano. Venceram ainda o WTA 1000 de Madri e foram vices no Aberto da Austrália.

O resultado deve significar nova subida de Stefani no ranking de duplas. Atual 19ª colocada na WTA, melhor posição de uma brasileira na história do ranking, ela pode alcançar o 14º posto se for campeã na competição americana.

A fina está marcada para este sábado, por volta das 20h30 (pelo horário de Brasília. Stefani e Dabrowski vão encarar a experiente australiana Samantha Stosur e a chinesa Shuai Zhang.

Escrito por:

Estadão Conteúdo