Publicado 19 de Agosto de 2021 - 20h04

Por Anne Warth

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), anunciou que fará um esforço concentrado na próxima semana para sabatinar nomes de autoridades indicadas a cargos públicos e que precisam ser aprovadas pelos senadores.

O procurador-geral da República, Augusto Aras, indicado à recondução pelo presidente Jair Bolsonaro, será sabatinado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) na terça, 24, às 10h.

Ainda não há data para a sabatina de André Mendonça, ex-advogado-geral da União e ex-ministro da Justiça indicado por Bolsonaro para o Supremo Tribunal Federal (STF).

Também na CCJ, na quarta-feira, 25, às 10h, será a sabatina de seis autoridades para o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP). São eles Ângelo Fabiano Farias, na vaga do Ministério Público do Trabalho; Rinaldo Reis Lima, Paulo Cezar Passos e Oswaldo D'Albuquerque Lima Neto, para vagas do Ministério Público dos Estados; Jaime de Cassio Miranda, para a vaga do Ministério Público Militar; e Antonio Edílio Magalhães Teixeira, conforme listra tríplice do Ministério Público Federal (MPF).

Pacheco pediu aos senadores que compareçam fisicamente no Senado na terça, quarta e quinta-feira da semana que vem. As votações de indicações de autoridades são secretas e, como o sistema eletrônico registra publicamente a posição de cada senador, eles terão que ir ao Senado para que possam votar. Desde o início do mês, as sessões no Senado são semipresenciais, e os senadores podem optar por comparecer fisicamente ao plenário ou participar das votações à distância.

Escrito por:

Anne Warth