Publicado 19 de Agosto de 2021 - 7h09

Por João Prata

Depois de vencer o Libertad por 2 a 1 no jogo de ida, o Santos joga por um empate nesta quinta-feira, às 21h30, no estádio Defensores del Chaco, no Paraguai, para ir às semifinais da Copa Sul-Americana. Na competição tem a regra do gol fora de casa, portanto, vitória por 1 a 0 classifica o time paraguaio. Quem passar enfrentará Red Bull Bragantino, que despachou o Rosário Central, da Argentina.

O técnico Fernando Diniz ainda não contará com Marinho, que se recupera de lesão na coxa esquerda. Também não terá o zagueiro Kaiky, expulso no jogo de ida. A boa notícia é a volta do zagueiro Danilo Boza, recuperado de problema muscular.

A partida terá presença de torcedores. Pela primeira vez desde o início da pandemia, o Libertad poderá contar com seus torcedores. Será permitida a entrada de dois mil torcedores. Terão de estar vacinados com as duas doses e apresentar teste negativo para a doença.

Para o goleiro João Paulo, a presença da torcida não será problema. "Não vejo como um obstáculo. Acredito que, para nós, pode ser até uma motivação a mais voltar a jogar com a presença dos torcedores, mesmo que seja contra. Temos um elenco jovem, e jogos como esse são importantes demais para eles ganharem mais experiência. Vai ser um grande jogo e vamos em busca de colocar o Santos no lugar mais alto", afirmou.

Na opinião do goleiro, o segredo para sair com a classificação será jogar como se estivesse na Vila Belmiro. "Temos que ter confiança para sair jogando quando tivermos com a possa da bola. Estar sempre atento na marcação, pressionar a saída do adversário. Tenho certeza que vamos fazer um grande jogo e buscar essa classificação", concluiu o goleiro.

Escrito por:

João Prata