Publicado 17 de Agosto de 2021 - 16h48

Por Fabrício de Castro e Lorenna Rodrigues

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, repetiu nesta terça-feira, 17, que a oferta de crédito para empresas menores cresceu mais na pandemia do que a para médias e grandes empresas. Ele afirmou ainda que houve mais crédito para todos os diferentes setores da economia.

Em declarações recentes, Campos Neto já vinha defendendo as ações do BC na área de crédito durante a pandemia do novo coronavírus. No entanto, como informou o Broadcast na última sexta-feira, embora representem a maioria dos negócios no País e gerem mais empregos, as microempresas têm uma fatia de menos de 3% do crédito produtivo disponível. Na outra ponta, as grandes companhias abarcam quase 60% dos financiamentos. Na pandemia, enquanto o saldo de crédito para microempresas diminuiu em cerca de R$ 6,62 bilhões, o montante para as grandes companhias cresceu aproximadamente R$ 144,22 bilhões.

Campos Neto participa hoje de evento virtual do Bradesco BBI.

Escrito por:

Fabrício de Castro e Lorenna Rodrigues

Todos os direitos reservados www.correio.com.br 1980 - 2021