Publicado 10 de Agosto de 2021 - 22h23

Por Matheus Andrade

O presidente da África do Sul, Cyril Ramaphosa, anunciou nesta quinta-feira, 5, um novo gabinete, e incluiu dentre as mudanças o ministro das Finanças do país. No cargo desde 2018, Tito Mboweni foi substituído por Enoch Godongwana, em um movimento que contou com uma série de trocas em cargos chave do governo, como a Saúde. Durante o dia, o rand sul-africano apresentou desvalorização ante ao dólar acompanhando as indicações.

Em pronunciamento, Ramaphosa afirmou que o país vem enfrentando uma série de desafios, incluindo a vacinação contra a covid-19 e a onda recente de violência. Segundo o presidente, o executivo buscará oferecer ajuda econômica para o mais afetados no momento.

"Aceitei o pedido do ministro Tito Mboweni para ser retirado de sua posição", disse Ramaphosa, que afirmou que o ministro administrou o tesouro nacional durante tempos "extremamente difíceis economicamente", e ofereceu "liderança e confiança".

Escrito por:

Matheus Andrade