Publicado 10 de Agosto de 2021 - 20h59

Por Matheus Andrade

Os organizadores do Salão do Automóvel Internacional de Nova York decidiram cancelá-lo neste ano, um pouco mais de duas semanas antes do início programado, segundo noticia a Associated Press. A razão é a crescente disseminação da variante delta do coronavírus, e as recentes restrições anunciadas por autoridades estaduais e locais para combatê-la na região.

Ainda nos Estados Unidos, o secretário de Defesa Lloyd Austin deve buscar autorização para tornar as vacinas contra a covid-19 obrigatórias para todas as tropas ativa já nesta semana, seguindo orientação do presidente Joe Biden de que os militares examinem como e quando isso pode acontecer. A "inclinação de Austin é tornar a vacina obrigatória" para as tropas, disse um oficial da Defesa à CNN.

As movimentações ocorrem no dia em que o mundo atingiu o nível simbólico dos 200 milhões de casos de covid-19, segundo dados da John Hopkins. Grande parte das infecções mais recentes estão ligadas à variante delta. De acordo com publicação do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos EUA hoje, 93% dos casos sequenciados nas últimas duas semanas no país são atribuídos à mutação.

Neste cenário, o Reino Unido planeja oferecer vacinas contra o coronavírus a jovens de 16 e 17 anos nas próximas semanas, depois que o órgão científico independente que assessora o governo mudou sua recomendação. O Comitê Conjunto de Vacinação e Imunização (JCVI, na sigla em inglês) agora afirma que pessoas saudáveis de 16 e 17 anos podem receber a primeira dose da vacina da Pfizer sem o consentimento dos pais. Com isso, mais 1,4 milhão de britânicos poderão receber as injeções.

Escrito por:

Matheus Andrade