Publicado 09 de Agosto de 2021 - 20h38

Por José Maria Tomazela

O desmoronamento de um talude próximo a uma barragem de rejeitos da Itaminas assustou a população de Sarzedo, na região metropolitana de Belo Horizonte, nesta sexta-feira, 9. Conforme a Defesa Civil, um caminhão, uma retroescavadeira e um carro foram soterrados, mas não houve vítimas. Imagens do deslizamento de grande quantidade de terra circularam pelas redes sociais e assustaram os 32 mil habitantes. A prefeitura, no entanto, disse que não houve pânico.

O empreendimento da Itaminas fica a 3,5 km do centro de Sarzedo, cidade vizinha a Brumadinho, onde aconteceu o rompimento de uma barragem da Vale em janeiro de 2019, causando a morte de 270 pessoas. Assim que as imagens começaram a circular, alguns moradores dos bairros próximos ao local chegaram a deixar as casas, assustados. O talude que ruiu fica perto do córrego do Engenho Seco, onde havia grande movimentação de terra para uma obra civil.

Equipes da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros deslocaram-se até o local e constataram que o deslizamento não envolvia a barragem de rejeitos. Segundo os bombeiros, no local não foi constatada a presença de água ou de rejeitos de minério. A Defesa Civil informou que não há risco de novos deslizamentos.

Em seu site, a Itaminas informa ter duas barragens em seu empreendimento, a B1, na mina do Engenho Seco, para contenção de efluentes, e a B4, construída para armazenar os rejeitos oriundos dos processos de beneficiamento de minérios.

Conforme a companhia, as duas estruturas possuem declaração de condição de estabilidade válidas, de acordo com a legislação. Em comunicado, a Itaminas informou que não houve rompimento de barragem, tratando-se do escorregamento de um aterro em obra civil, que não resultou em vítimas ou danos ambientais.

Segundo a empresa, não há qualquer relação desse acidente com as barragens, "que mantêm os níveis de segurança dentro dos padrões exigidos". Ainda segundo a nota, todas as medidas corretivas estão sendo tomadas.

Em suas redes sociais, a prefeitura de Sarzedo pediu tranquilidade à população. Segundo a prefeitura, a Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Desenvolvimento Social e a Defesa Civil estão acompanhando o processo e "as devidas medidas corretivas serão realizadas".

Segundo a empresa, não há qualquer relação desse acidente com as barragens, "que mantêm os níveis de segurança dentro dos padrões exigidos". Ainda segundo a nota, todas as medidas corretivas estão sendo tomadas.

Em suas redes sociais, a prefeitura de Sarzedo pediu tranquilidade à população. Segundo a prefeitura, a Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Desenvolvimento Social e a Defesa Civil estão acompanhando o processo e "as devidas medidas corretivas serão realizadas".

Barragens da Itaminas ficam a 6 km de estruturas da Vale em Brumadinho

As barragens da Itaminas ficam a 6 km do empreendimento da Vale, em Brumadinho, palco da maior tragédia envolvendo barragens no país e uma das maiores do mundo. No dia 25 de janeiro de 2019, a barragem da Mina Córrego do Feijão, que acumulava rejeitos de uma mina de ferro, veio abaixo, destruindo tudo o que havia pela frente.

O desastre causou a morte de 270 pessoas; dez seguem desaparecidas. A tragédia fez com que o Brasil se tornasse o país com o maior número de mortes nesse tipo de acidente, incluindo as 19 mortes no rompimento da barragem de Mariana (MG), em 2015, e três vítimas na barragem da Herculano Mineração, em 2014, em Itabirito (MG).

Escrito por:

José Maria Tomazela