Publicado 09 de Agosto de 2021 - 18h33

Por especial para o Estadão

Por Toni Assis

De um lado um time que vem capengando no Brasileiro, mas que se transforma quando o formato da disputa passa a ser eliminatório. Do outro, o atual campeão da Libertadores, que segue brigando pela liderança do Nacional e busca, diante do São Paulo, confirmar o prognóstico de que é um dos favoritos a repetir a conquista do torneio sul-americano. É nessa atmosfera que São Paulo e Palmeiras iniciam o confronto das quartas de final da Libertadores nesta terça, às 21h30, no Morumbi. Além disso, um duelo internacional será uma atração à parte no banco de reservas: o argentino Hernán Crespo contra o português Abel Ferreira.

Um clássico recheado de rivalidade que apresenta equipes em momentos diferentes. Atual campeão da Libertadores, o time palmeirense encerrou a fase de grupos com a segunda melhor campanha entre todos os participantes. Foram cinco vitórias em seis jogos e um aproveitamento de 83% na primeira fase.

A importância de conseguir a classificação em cima de um rival do estado ganha peso pela ausência de títulos no primeiro semestre, onde acabou ficando com o vice nas três finais que disputou. Para piorar, a eliminação surpreendente na Copa do Brasil para o CRB aumentou a pressão sobre o trabalho de Abel Ferreira.

A perda da liderança para o Atlético-MG nesta rodada não deve ser motivo de preocupação. Pelo menos é o que garante o treinador. "Tivemos um bom momento no Brasileiro com várias vitórias em sequência e houve uma queda. Mas estamos trabalhando e focados no nosso objetivo. A responsabilidade dessa derrota é minha", disse o treinador palmeirense.

Ele chega para o clássico com quase todo o elenco à disposição. O departamento médico está praticamente vazio e, assim, Abel Ferreira deverá colocar a força máxima contra o São Paulo. Felipe Melo, Danilo e Breno Lopes cumpriram suspensão e estão prontos para reforçar a equipe.

No São Paulo, a ordem é virar a chave. O triunfo sobre o Atlético-PR foi importante para tirar o time da zona de rebaixamento do Brasileiro. Mas a boa notícia vem quando se expia o desempenho do time em jogos de mata-mata sob o comando de Hernán Crespo.

Com a vitória e a classificação diante do Vasco na Copa do Brasil, a equipe do Morumbi apresenta um aproveitamento de 76,6% de êxito em partidas eliminatórias.

Muito dessa eficiência foi comprovada no primeiro semestre. Com Crespo, além do Vasco, a equipe superou Ferroviária, Mirassol e Palmeiras neste formato. O único revés em partidas de ida e volta foi para o 4 de Julho pela Copa do Brasil, quando atuou no Nordeste. Em compensação, no confronto de volta, o São Paulo aplicou 9 a 1 nos piauienses.

Para o jogo contra o Palmeiras, Crespo conta com o aval do departamento médico. Luciano e Eder, com lesões na coxa, ainda não têm retorno garantido.

Daniel Alves, que retornou nesta segunda após conquistar o ouro nos Jogos de Tóquio, depende de avaliação física para saber se pode atuar. "Daniel Alves é um grande jogador. Falarei com ele para saber a situação em que está e vamos escolher a melhor opção para escalar a equipe", falou o comandante argentino.

Já o zagueiro Arboleda, que se recupera de um estiramento, deve reforçar a zaga. Rigoni, que cumpriu suspensão contra o Atlético-PR, reaparece no time.

A tendência é manter o esquema com três zagueiros e tentar controlar o meio-campo. A experiência de Benítez é o trunfo de Crespo para ditar o ritmo do jogo e acionar os atacantes na frente. Autor dos gols da vitória sobre o Atlético-PR, Pablo ensaia novamente fazer as pazes com as redes adversárias. Nos últimos três jogos, ele marcou três vezes e segue como artilheiro do clube na temporada com 12 gols. "É sempre importante estar fazendo gols. O importante é estar ajudando o clube."

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO x PALMEIRAS

SÃO PAULO - Tiago Volpi; Arboleda, Miranda e Léo; Igor Vinícius (Daniel Alves), Luan, Liziero, Benítez e Wellington; Rigoni e Pablo. Técnico: Hernán Crespo.

PALMEIRAS - Weverton; Marcos Rocha, Felipe Melo, Gustavo Gómez e Joaquin Piquerez; Danilo, Zé Rafael, Raphael Veiga e Gustavo Scarpa; Breno Lopes e Deyverson. Técnico: Abel Ferreira.

Horário: 21h30.

Juiz: Nestor Pitana (ARG).

Local: Morumbi, em São Paulo.

Na TV: SBT e Fox Sports.

Escrito por:

especial para o Estadão Toni Assis