Publicado 07 de Agosto de 2021 - 19h28

Por Estadão Conteúdo

Thiago Santos volta ao time titular do Grêmio contra a Chapecoense, na segunda-feira, como um dos nomes de confiança de Felipão. O volante está motivado e só fala em ajudar a tirar a equipe da penúltima colocação e melhorar o rendimento no Brasileirão. O atacante colombiano Borja, liberado no BID, será outra novidade contra os catarinenses, resta saber se desde o início.

"Temos que ter o foco totalmente nesse jogo. Precisamos sair o quanto antes dessa zona desconfortável. Estamos trabalhando para isso, mas vai ser complicado. Confronto difícil contra a Chapecoense", afirma o volante.

Com a negociação de Matheus Henrique para o Sassuolo, da Itália, e o desempenho abaixo do esperado de Darlan e Tiago Bobsin, Thiago Santos terá chances de se firmar de vez como dono da posição à frente da defesa.

A seu favor, a confiança do treinador em seu trabalho. "Com Felipão, tive a oportunidade de trabalhar no Palmeiras. Me recomendou para ir ao Cruzeiro e não deu certo. Sei que vamos fazer um grande trabalho juntos", prevê.

E revela qual a tática do treinador para fazer o Grêmio despertar no Brasileirão e ir além dos sete pontos somados até então. "Ele gosta de arrumar atrás para não levarmos o gol. E trabalha e cobra muito em relação a não termos muita chance de gol. Quando se joga contra time grande, tem que se cobrar um pouco mais. Chegar na cara do gol e matar."

A situação no Brasileirão é ruim, mas o Grêmio está nas quartas da Copa do Brasil e sonhando com um título na temporada. Pela frente, terá o embalado Flamengo. Thiago Santos vê o time em condições de surpreender, mas deixa o assunto mais para perto dos confrontos.

"Sobre o Flamengo, temos que pensar depois. É um dos adversários mais difíceis, mas temos um bom grupo e o Grêmio é gigante. Vamos dar o nosso melhor e por que não passar?", observou Thiago Santos. Primeiro, porém, quer foco total na lanterna Chapecoense.

Escrito por:

Estadão Conteúdo