Publicado 07 de Agosto de 2021 - 11h18

Por Estadão Conteúdo

O espanhol Jorge Martín - pole na segunda prova da temporada, a do Catar - conquistou neste sábado a sua segunda largada na posição de honra do grid em sua até agora curta carreira na MotoGP. O estreante marcou o tempo de 1min22s994, batendo por apenas 0s044 o italiano Francesco Bagnaia, confirmando um bom reinício de Mundial na etapa da Estíria, a 10.ª do campeonato de 2021, no circuito Red Bull Ring, na Áustria.

No entanto, o piloto acabou sendo beneficiado por um erro de Fabio Quartararo na última volta. Ele acabou indo para a área verde, fora dos limites de pista, no último setor da sua volta rápida. O francês, líder do Mundial, passou na linha de chegada com o melhor tempo, mas teve a marca deletada.

Assim, Fabio Quartararo largará apenas da terceira posição neste domingo. A pole foi a 23.ª da carreira de Jorge Martín no Mundial - contando outras categorias.

A segunda fila terá Jack Miller, Joan Mir - que andou com o novo dispositivo de altura de suspensão traseira da Suzuki - e Johann Zarco, companheiro de Jorge Martín na Pramac Ducati.

Aleix Espargaró foi o sétimo e Marc Márquez - que caiu em sua última volta após abrir a melhor primeira parcial do treino - o oitavo. Maverick Viñales completa a terceira fila. Depois de anunciar aposentadoria, Valentino Rossi largará apenas do 17.º lugar no grid da etapa da Estíria.

Retornando à MotoGP após parar de correr como piloto oficial no último ano, Cal Crutchlow sofreu com a potência baixa da Yamaha 2019 - normalmente usada por Franco Morbidelli - nas retas do Red Bull Ring e foi o último. A largada está marcada para as 9 horas (de Brasília) deste domingo.

Escrito por:

Estadão Conteúdo