Publicado 06 de Agosto de 2021 - 21h58

Por Estadão Conteúdo

Pela segunda rodada consecutiva, o Coritiba falhou na tentativa de assumir a liderança da Série B do Campeonato Brasileiro. Na noite desta sexta-feira, os paranaenses ficaram no empate com o Goiás, por 1 a 1, no Couto Pereira, em Curitiba (PR), desperdiçando nova chance de ultrapassar o Náutico. Se vencesse, o Coritiba chegaria aos 32 pontos e deixaria os pernambucanos, com um jogo a menos, na segunda posição, com 30. Com o empate, porém, ambos somam os mesmos 30 pontos, mas o time pernambucano leva vantagem no saldo de gols: 13 a 8.

Já o Goiás, terceiro colocado, com 27 pontos, perdeu a chance de consolidar sua vaga dentro do G4. Para piorar, o time terá que torcer por tropeço do Avaí (4º) ou CRB (6º) para não deixar a zona de acesso à Série A.

Fora de casa, o Goiás teve a primeira ótima chance de abrir o placar na capital paranaense. Logo aos 10 minutos, Miguel Figueira recebeu cruzamento da direita e cabeceou na trave de Wilson. Depois disso, os goianos ainda voltaram a criar com Bruno Mezenga e Breno, mas novamente sem sucesso.

Depois de ver o Goiás à vontade em campo, o Coritiba apertou a marcação e equilibrou as ações. Aos 32 minutos, Natanael arriscou chute da entrada da área e obrigou Tadeu se esticar e mandar pela linha de fundo. Em seguida, dois lances geraram reclamações do Coritiba. O primeiro aos 36, quando Igor Paixão recebeu cruzamento e acabou sendo travado com falta dentro da área, num lance em que o árbitro não marcou pênalti. Depois, aos 39, o mesmo Igor Paixão recebeu ótimo passe e foi para as redes, mas a auxiliar assinalou de forma equivocada o impedimento.

No segundo tempo, o Coritiba voltou mais ofensivo e, melhor em campo, abriu o placar. Aos 15 minutos, após cobrança de escanteio, a zaga do Goiás afastou mal e Henrique, com a perna esquerda, finalizou sem jeito, mas o suficiente para acertar o ângulo do goleiro Tadeu. Um golaço.

Atrás no placar, o Goiás não se abateu e foi em busca do empate. E ele veio aos 33 minutos num contra-ataque. Após cruzamento da esquerda, Nicolas, o Cavani do Serrado, acertou lindo chute de primeira, forte, sem chances de defesa para Wilson. O detalhe é que um minuto antes, o atacante acabou sendo pivô de grande reclamação do Coritiba após lance em que a bola bateu em seu braço, num possível pênalti. Novamente a arbitragem nada marcou, aumentando ainda mais a insatisfação dos paranaenses.

A partida seguiu com o Coritiba pressionando o Goiás pela vitória, mas sem sucesso, com o duelo ficando no empate por 1 a 1. A equipe paranaense volta a campo na quarta-feira, em visita ao Brasil-RS, às 16 horas, no Bento Freitas, em Pelotas. Já o Goiás hospeda o Remo, terça-feira, às 21h30, no Serrinha, em Goiânia.

FICHA TÉCNICA

CORITIBA 1 X 1 GOIÁS

CORITIBA - Wilson; Natanael, Henrique, Luciano Castán e Guilherme Biro; William Farias, Val e Robinho (Rafinha); Waguininho, Léo Gamalho e Igor Paixão. Técnico: Gustavo Morínigo.

GOIÁS - Tadeu; Dieguinho, David Duarte, Iago Mendonça e Artur (Hugo); Caio, Breno, Miguel Figueira (Vinicius) e Élvis; Bruno Mezenga (Nicolas) e Alef Manga (Dadá Belmonte). Técnico: Marcelo Cabo.

GOLS - Henrique, aos 15, e Nicolas, aos 33 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Henrique, Luciano Castán e Robinho (Coritiba) e Tadeu (Goiás).

ÁRBITRO - Vinícius Gomes do Amaral (RS).

RENDA E PÚBLICO - Jogo disputado com portões fechados.

LOCAL - Estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR).

Escrito por:

Estadão Conteúdo