Publicado 06 de Agosto de 2021 - 12h53

Por André Marinho

Os ministros das Relações Exteriores do G-7 divulgaram comunicado conjunto, nesta sexta-feira, em que condenam o ataque a drone ao petroleiro MV Mercer Street, no último dia 29, na costa do Omã. O Irã é o principal suspeito de ter executado a ofensiva, que deixou dois mortos.

Na nota, o grupo ressalta compromisso com a segurança marítima e defende a livre navegação em linha com a lei internacional. "Continuaremos a empreender todos os esforços para proteger todo o transporte marítimo, do qual depende a economia global", destaca o texto.

Os ministros também acusam o Irã de ameaçar a paz e a segurança mundial, por meio de apoio a atores armados não estatais, e exortam o país persa a parar com "todas as atividades inconsistentes com as resoluções relevantes do Conselho de Segurança da ONU", além de exercer "papel construtivo" na garantia da estabilidade regional.

Escrito por:

André Marinho