Publicado 06 de Agosto de 2021 - 9h28

Por Estadão Conteúdo

A Holanda conquistou pela quarta vez a medalha de ouro no hóquei na grama, ao derrotar, nesta sexta-feira, a Argentina, por 3 a 1, na final dos Jogos Olímpicos de Tóquio. As holandesas repetem o feito de Los Angeles-1984, Pequim-2008 e Londres-2012.

Já as argentinas, apelidadas de 'Las Leonas', ficaram mais uma vez sem subir no lugar mais alto do pódio. Elas foram prata em Sydney-2000 e Londres-2012, e bronze em Atenas-2004 e Pequim-2008.

Melhor tecnicamente, as holandesas abriram 2 a 0 no placar, ao aproveitar duas oportunidades no córner curto, uma espécie de cobrança de falta. O terceiro gol saiu em bela jogada. Margot van Geffen (2) e Caia van Maasakker marcaram para o time campeão.

Agustina Gorzelany descontou para a Argentina, que lutou muito em busca de obter pelo menos igualdade no placar, mas não teve sucesso diante da boa marcação das holandesas.

O JOGO - Na forma atual, o hóquei na grama surgiu na Grã-Bretanha e tornou-se o único esporte coletivo com medalhistas dos cinco continentes. Dois times de 11 jogadores tentam marcar o maior número de gols no adversário, usando tacos para tocar a bola. São quatro tempos de 15 minutos. Em eliminatórias, o empate é decidido numa prorrogação de dois tempos de 7 minutos e meio com gol de ouro.

A grama natural foi substituída por um tipo de grama sintética que, além de acelerar a bola, evita o adiamento dos jogos por causa de pisos com lama. O taco é feito de fibra de carbono, kevlar ou fibra de vidro. Tem em média 95 cm de altura, mas a escolha depende do tamanho do jogador. Seu peso varia entre 350 e 700 gramas.

REGRAS - Os gols só podem ser marcados de dentro da área de arremate. É proibido bater na bola quando ela estiver acima do ombro ou golpear a bola na direção do adversário. Falta intencional dentro da área ou que impeça um gol resultam em pênalti. Gols só podem ser marcados de dentro da área de arremate.

Escrito por:

Estadão Conteúdo