Publicado 05 de Agosto de 2021 - 20h34

Por Estadão Conteúdo

William jogou somente 15 minutos diante do Vasco após entrar no segundo tempo

Divulgação

William jogou somente 15 minutos diante do Vasco após entrar no segundo tempo

O choro ao deixar o gramado de São Januário refletia uma lesão mais grave no volante William. Depois de bom tempo fora por causa de dores o joelho direito, voltou a sentir problema no local no dia da volta: uma entorse. O clube espera o local desinchar e fará exames de imagem no jogador nesta sexta-feira para saber se um procedimento cirúrgico será necessário.

William jogou somente 15 minutos diante do Vasco após entrar no segundo tempo. Sozinho, ao tentar um desarme, caiu já chorando ao sofreu a entorse. O elenco do São Paulo ficou no Rio onde fará a preparação para visita ao Athletico-PR pelo Brasileirão no domingo. Já o meio-campista retornou à capital paulista nesta quinta-feira.

Está fazendo gelo no local e espera que não tenha sofrido uma lesão mais grave. Em caso de cirurgia, pode ficar afastado por até oito meses. A contusão é no mesmo joelho que William vinha há um tempo fazendo tratamento, o que deixa os médicos apreensivos. O volante passou quase dois meses em tratamento, fez treinos fortes e não resistiu nem meio tempo.

Hernán Crespo lamentou muito a lesão de William. O técnico queria utilizar mais o jogador, para ter mais experiência no meio. O abraçou apertado na saída foi o voto que ainda conta com ele.

"Não sabemos a gravidade da lesão, mas sabemos que pessoa é William", disse Crespo. "Sabemos o que significa para a gente ter William no grupo, tudo o que faz a cada dia, como trabalha. Não temos outra opção a não ser acompanhá-lo na recuperação."

Além de William, o zagueiro Diego Costa e os atacantes Eder, Marquinhos e Luciano estão entregues ao Departamento Médico. Arboleda se recupera de estiramento muscular, mas está com o elenco no Rio e pode até voltar em Curitiba.

Escrito por:

Estadão Conteúdo