Publicado 05 de Agosto de 2021 - 19h18

Por Gabriel Caldeira

Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden afirmou que o país precisa tomar a dianteira na transição energética da indústria automobilística para fontes limpas, disputa hoje liderada pela China, segundo ele. "Só temos que dar um passo a frente, nós temos o manual", declarou o mandatário durante discurso, antes de assinar um ordem executiva que define como meta que 50% do total de veículos vendidos nos EUA sejam elétricos até 2030. A assinatura do texto já havia sido antecipada pela Casa Branca.

De acordo com Biden, a mudança energética do setor é irreversível, e por isso os EUA precisam seguir investindo em seus trabalhadores e na sua capacidade industrial, segundo disse ele, ao defender sua agenda econômica expansionista. Atualmente, cerca de 80% da fabricação de baterias para veículos elétricos é feita na China, ressaltou Biden.

Além dos investimentos, Biden defendeu a necessidade de criar estímulos para que consumidores americanos comprem carros elétricos com produção nacional. O presidente também se comprometeu a revogar a retirada dos padrões de emissões e eficiência de veículos, realizada pela administração do ex-presidente Donald Trump.

Escrito por:

Gabriel Caldeira