Publicado 04 de Agosto de 2021 - 22h28

Por Estadão Conteúdo

A principal representante da União Europeia pediu aos Estados Unidos que revogassem sua proibição a viajantes do bloco, instando o governo do presidente Joe Biden a agir dentro de semanas para igualar a abertura da Europa aos americanos.

Comentários da presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, que foram publicados na mídia alemã na quarta-feira, sinalizam um risco crescente de que os viajantes dos EUA possam ser novamente proibidos de visitar a Europa por causa da pandemia de covid-19.

A UE recomendou em junho que os estados membros deveriam permitir viagens não essenciais para americanos vacinados e não vacinados. A decisão final cabe às autoridades nacionais. Autoridades da UE revisam as listas de acesso ao bloco a cada duas semanas. Com o aumento do número de casos nos EUA por causa da disseminação da variante delta, há uma possibilidade crescente de que viajantes não vacinados sejam novamente proibidos antes do final do verão do Hemisfério Norte, disseram diplomatas da UE.

Além disso, há uma pressão crescente dos estados membros, incluindo a Alemanha, para proibir todos os visitantes não essenciais dos EUA se o governo Biden não abrir as fronteiras dos EUA aos europeus.

"Precisamos resolver esse problema o mais rápido possível e estamos em contato com nossos amigos americanos", disse von der Leyen. "Isso não pode se arrastar por semanas".

Um funcionário da Casa Branca disse na quarta-feira que o governo está mantendo suas restrições de viagens porque a variante delta está se espalhando e os casos de covid-19 estão aumentando nos EUA.

Fonte: Dow Jones Newswires.

Escrito por:

Estadão Conteúdo