Publicado 04 de Agosto de 2021 - 14h38

Por Estadão Conteúdo

O técnico Pintado passou a ser a bola da vez na Chapecoense desde o "não" de Argel Fuchs, atualmente no Botafogo-SP. Sem clube desde que saiu do Goiás, ele ficou animado com a possibilidade de comandar um clube na elite do Campeonato Brasileiro, mas garantiu que ainda não foi procurado oficialmente.

"Fico muito feliz pela lembrança do meu nome em um clube de Série A e com tradição. Pessoalmente não falei com ninguém do clube. Tenho certeza que estão avaliando o que é melhor. Lutei muito por uma grande oportunidade na Série A como essa", disse o treinador.

Depois de boa passagem na Ferroviária, Pintado chegou ao Goiás para a Série B do Brasileiro e comandou o time em 12 partidas - com cinco vitórias, cinco empates e duas derrotas. O grande trabalho do ex-volante, no entanto, foi no Juventude, onde obteve o acesso na Série B na temporada passada com a terceira melhor campanha.

Pintado tem 55 anos e acumula passagens por São Paulo, Guarani, Ponte Preta, Juventude, Figueirense, Ferroviária, São Caetano, Náutico e Paraná, entre outros.

Na lanterna do Brasileirão, com apenas quatro pontos em 14 jogos, a Chapecoense volta a campo na próxima segunda-feira contra o Grêmio, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre. Se não houver acerto até lá, o auxiliar Felipe Endres comanda o time de forma interina na 15.ª rodada.

Escrito por:

Estadão Conteúdo