Publicado 03 de Agosto de 2021 - 19h33

Por Daniel Weterman

Por Amanda Pupo e Matheus de Souza

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid encerrou a reunião após o depoimento do reverendo Amilton Gomes de Paula, que intermediou a oferta de vacinas para o Ministério da Saúde.

O pastor foi chamado na CPI após ter sido apontado como intermediador da empresa com o Ministério da Saúde. A Davati ofertou vacinas ao governo federal sem comprovar a capacidade de entrega de doses nem ter aval da AstraZeneca, fabricante do imunizante oferecido pela companhia.

Na sessão, ele chorou e pediu perdão por ter participado da negociação, classificando os contatos como "operação da vacina". Amilton declarou que facilitou o acesso da empresa no ministério em função de uma "missão humanitária" e admitiu que esperava receber uma doação para a Secretaria Nacional de Assuntos Humanitários (Senah), organização fundada por ele.

Escrito por:

Daniel Weterman Amanda Pupo e Matheus de Souza