Publicado 03 de Agosto de 2021 - 15h39

Por Gabriel Caldeira

É possível que demore "algum tempo" até que parte dos trabalhadores retornem ao mercado de trabalho nos Estados Unidos, à medida que muitos americanos enfrentam decisões difíceis envolvendo "disponibilidade de empregos" e "mudança nas linhas de trabalho", segundo comentou a dirigente do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), Michelle Bowman, em discurso de abertura de evento da própria instituição nesta terça-feira.

De acordo com ela, ainda são incertos os possíveis impactos e a longevidade das mudanças provocadas pela pandemia de covid-19 sobre o trabalho nos EUA. "Resta saber se as mudanças recentes no trabalho remoto e na flexibilidade do empregador irão durar e influenciar a forma como as pessoas equilibram trabalho e família", disse Bowman.

A dirigente afirmou estar otimista com a atual trajetória de recuperação do mercado de trabalho americano, mas alertou que o nível de emprego ainda está "bem abaixo" do período anterior à crise sanitária. Desta forma, Bowman considera que ainda "há muito trabalho pela frente para retomar as bases sólidas da economia".

Escrito por:

Gabriel Caldeira