Publicado 03 de Agosto de 2021 - 12h28

Por Eduardo Rodrigues

O ministro do Trabalho e Previdência, Onyx Lorenzoni, explicou nesta terça-feira que o chamado do Serviço Social Voluntário em estudo pelo governo possibilitará que prefeituras contratem jovens de 16 a 29 anos, ou trabalhadores com mais de 50 anos. "São pessoas com muitas dificuldades para conseguir ocupação ou emprego com carteira assinada no Brasil. Temos essa ideia que vem do Ministério da Cidadania para atender os invisíveis e aqueles que não se encaixam nos critérios do Bolsa Família, mas têm dificuldades para ter sua renda em um país que fechou cidades, atividades econômicas e milhares de estabelecimentos", afirmou o ministro, em entrevista à rádio Jovem Pan.

Onyx citou ainda os Bônus de Inclusão Produtiva e de Incentivo à Qualificação (BIP e BIQ), que vinham sendo gestados no Ministério da Economia, e que é voltado para a iniciativa privada. "Vamos buscar a empregabilidade e a capacitação para os jovens de 18 a 29 anos que nem trabalham e nem estudam. Estamos estudando a inclusão do jovem aprendiz, a partir dos 16 anos, e conversando também para que esses jovens passem por programas do Sebrae", completou.

Em ambos os programas, a remuneração mensal será de meio salário mínimo (R$ 550) para meia jornada de trabalho. No caso do BIP/BIQ, o governo federal bancará metade do salário (R$ 225) e a outra metade caberá às empresas.

Escrito por:

Eduardo Rodrigues