Publicado 19 de Julho de 2021 - 17h32

Por Denise Luna

A Eletrobras esclareceu que a decisão para a venda ou não de ações no exterior durante o processo de capitalização compete exclusivamente à estatal, apesar do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) ser o responsável pela modelagem da venda das ações.

A estatal vai contratar um sindicato de bancos para executar a oferta e tomar decisões, como os mercados que vai acessar.

"A decisão da operação é da Eletrobras. Os estudos do BNDES definem os parâmetros de bonificação de outorga e modelo da segregação da Eletronuclear e de Itaipu", esclareceu a Eletrobras, confirmando uma divulgação já feita pelo Ministério de Minas e Energia sobre os próximos passos da capitalização da empresa, já sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro e prevista para o primeiro trimestre de 2022.

"Depois que tudo estiver decidido, a operação de follow on, que é a operação de colocar à venda as ações, é uma operação da Eletrobras", afirmou a assessoria da estatal.

Escrito por:

Denise Luna