Publicado 19 de Julho de 2021 - 10h57

Por Paulo Favero e Raphael Ramos

Olimpíada de Tóquio é tema do programa Caminhos da Reportagem

Olimpíada de Tóquio é tema do programa Caminhos da Reportagem

Os organizadores dos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020 divulgaram nesta segunda-feira que são 58 casos positivos de covid-19 entre os participantes do evento, sendo quatro atletas. O caso mais recente foi de uma ginasta da equipe dos Estados Unidos em Inzai, a leste da capital japonesa, onde o time se prepara para competir. Segundo o oficial da Olimpíada na cidade, trata-se de uma adolescente. Entretanto, sua identidade não foi revelada.

Antes dela, o jogador de vôlei de praia Ondrej Perusic, da República Checa, também testou positivo. O atleta, que disse ter sido vacinado contra o novo coronavírus, é o segundo membro da delegação do país a ser infectado - o outro foi de um oficial de equipe, no sábado. Perusic é o terceiro atleta que estava hospedado na Vila Olímpica a testar positivo. No domingo, foi anunciado que dois jogadores de futebol sul-africanos estavam contaminados.

Nesta segunda-feira, os organizadores confirmaram outros três novos casos, incluindo um profissional da imprensa e um funcionário dos Jogos na prefeitura de Chiba. De acordo com o protocolo, todos que testam positivo entram em quarentena de 14 dias. Foram testadas quase 20 mil pessoas (atletas, integrantes de comissões técnicas, dirigentes, jornalistas) que chegaram ao Japão a partir de 1.º de julho.

As disputas em Tóquio começam nesta terça-feira, às 21 horas (de Brasília), com o jogo entre Austrália x Japão, no Fukushima Azuma Baseball Stadium, pelo torneio de softbol. A cerimônia de abertura acontece apenas na sexta.

Tóquio está em estado de emergência por causa do aumento de casos de covid-19 na cidade. Nesta segunda-feira, a autoridade municipal relatou 727 novas contaminações. Foi o 30.º dia consecutivo em que a contagem foi maior do que uma semana antes. Na segunda passada, foram 502 casos.

O ritmo de vacinação no País ainda é lento. De acordo com as autoridades japonesas, 21,6% da população de 126 milhões de habitantes do país está vacinada.

Escrito por:

Paulo Favero e Raphael Ramos