Publicado 18 de Julho de 2021 - 19h47

Por Estadão Conteúdo

Apesar de não ter vencido o Náutico em São Januário na tarde deste domingo, pela 12.ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, o Vasco exibe série invicta de quatro jogos. Autor do gol heroico no empate por 1 a 1, Morato vibrou muito e, com o estádio vazio, comemorou o feito com o gandula, que fez papel de torcedor.

"Mesmo com o estádio vazio, você imagina alguém ali para comemorar. A emoção do gol é algo indescritível, só quem faz mesmo para saber como é", disse Morato.

O gol saiu aos 46 minutos do segundo tempo, quando a derrota já parecia ser o resultado final. O Náutico, único invicto, teve chances para ampliar, as desperdiçou e, desta vez, acabou castigado no final com o empate. A supremacia pernambucana foi tanta que o goleiro Vanderlei acabou como o melhor em campo.

O técnico Marcelo Cabo, porém, teve um tom mais de lamentação nas palavras. Isso porque uma vitória, além de consolidar ainda mais a reação vascaína, colocaria o time no G-4, a zona de acesso à primeira divisão. Mesmo assim, enxergou com bons olhos as mudanças no decorrer do jogo, como as entradas de Juninho, Artur e Léo Jabá, que deram outra dinâmica ao time.

"Entramos muito convictos em busca da vitória. Tomamos um gol de bola parada e não conseguimos entregar o jogo que pensávamos no primeiro tempo. Mudamos no intervalo e nosso jogo melhorou no segundo tempo. Lamentamos não ter entrado no G-4, é uma frustração. Jogamos um jogo de seis pontos, não deixamos o adversário vencer, mas saímos chateados com o empate em casa. Vamos continuar trabalhando. Quem entrou, entregou muito e a gente ganhou boas opções para a sequência", avaliou.

Depois de empatar sem gols com o Coritiba e agora com o Náutico, os dois líderes da Série B, o Vasco está com 18 pontos em sétimo lugar. Volta a campo na quarta-feira, às 21h30, quando encara o CSA no estádio Rei Pelé, em Maceió (AL), pela 13.ª rodada.

Escrito por:

Estadão Conteúdo