Publicado 18 de Julho de 2021 - 5h27

Por Estadão Conteúdo

Chapecoense e Cuiabá se enfrentam neste domingo, às 11h, na Arena Condá, pela 12.ª rodada do Campeonato Brasileiro com um único objetivo: vencer a primeira dentro da competição. Ambos estão na zona de rebaixamento e, ao lado do Grêmio, são os times que seguem sem vitória.

A Chapecoense está em situação delicada no Brasileirão. O time catarinense vem de quatro derrotas consecutivas e tem apenas quatro pontos, dentro da zona de rebaixamento. Uma derrota poderá complicar ainda mais o objetivo do clube de seguir na elite do futebol nacional. O Cuiabá vem de dois empates seguidos e tem apenas seis pontos na tabela de classificação. A time, no entanto, fez duas partidas a menos do que seus principais rivais.

Ainda em busca da primeira vitória, a Chapecoense deve ter novidades. O técnico Jair Ventura confirmou a entrada do meia Geuvânio, ex-Santos, entre os titulares.

Durante os treinos, Jair Ventura deu indícios de que seguirá com o esquema de três zagueiros, com Felipe Santana, Ignácio e Derlan no miolo de zaga. O treinador, no entanto, terá à disposição o defensor Kadu, além dos volantes Léo Gomes e Moisés Ribeiros, liberados pelos médicos.

"É um clima de final. Temos entrado assim em todos os jogos, mas infelizmente ainda não vencemos. A mobilização entre nós está grande e tenho certeza que iremos conquistar um bom resultado e começar a reação na competição", disse Busanello.

Sem vencer no Brasileirão, o Cuiabá segue com problemas para o duelo direto contra o rebaixamento diante da Chapecoense. O técnico Jorginho não poderá contar com Pepê, suspenso.

O treinador deixou claro que vem tendo dificuldade para achar um camisa 10 e tem tentando encontrar a solução dentro da própria equipe. Clayson, Felipe Marques e Uillian Correia estão se revezando no setor. A dúvida para o duelo ficou entre Auremir e Rafael Gava, o primeiro sendo o favorito para iniciar o embate.

"O Camilo ainda está se recuperando, não sabemos se vamos poder contar com ele. Temos duas opções para posição deixada pelo Pepê, tanto Auremir quanto o Gava, que entraram muito bem contra o Ceará, fizeram um bom trabalho, organizaram a equipe e foram muito intensos", revelou Jorginho.

Escrito por:

Estadão Conteúdo