Publicado 17 de Julho de 2021 - 21h47

Por Com agências internacionais

Duas pessoas morreram e várias pessoas ficaram feridas, algumas gravemente, em quatro tiroteios na manhã deste sábado em Portland, Oregon (EUA), uma cidade que viu a violência armada e as taxas de homicídio associadas dispararem nos últimos seis meses.

As primeiras ligações sobre a violência armada ocorreram logo depois das 2h10. Os policiais se encaminharam a um grupo de food trucks em uma popular área de pedestres no centro de Portland. Nenhuma prisão foi feita.

Pouco tempo depois, a polícia de outra parte da cidade recebeu relatos de tiros e acredita que alguém ficou ferido, mas o cão da polícia não conseguiu encontrar as vítimas. Cerca de quatro horas depois, houve mais dois tiroteios. Um homem foi morto e uma mulher ficou gravemente ferida e hospitalizada.

O prefeito Ted Wheeler chamou a onda de tiroteios de uma "pandemia" e disse que vai pressionar muito por mais policiais e recursos para o Departamento de Polícia de Portland, que perdeu 125 policiais juramentados no ano passado e enfrenta rodadas de notícias de policiais se aposentando nos próximos meses.

A cidade foi agitada por protestos contra a brutalidade policial e injustiça racial durante meses após o assassinato de George Floyd, um homem negro em Minneapolis que morreu depois que um oficial branco forçou o joelho contra seu pescoço. Na esteira de protestos contínuos e apelos para despojar a polícia em meados do ano passado, a Comissão da Cidade de Portland cortou alguns fundos e desmontou a unidade de redução da violência armada.

Escrito por:

Com agências internacionais