Publicado 17 de Julho de 2021 - 20h27

Por Estadão Conteúdo

De volta ao time titular do Cruzeiro neste sábado à tarde, o experiente atacante Marcelo Moreno confessou que sentiu o "golpe" pela derrota por 3 a 0 diante do Avaí, no Mineirão. A partida, disputada em Belo Horizonte, foi válida pela 12ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

"Foi um golpe duríssimo. A gente sentiu muito esta derrota, porque tivemos a semana toda de trabalho, de muita dedicação de todos. A gente esperava um resultado positivo", reconheceu o atacante que teve as melhores chances para marcar. "Faltou algo mais. Se a bola entrasse naquela cabeçada que dei e a bola ficou no travessão, a gente teria empatado e a história poderia ser outra", lembra.

Mas ele acredita que é preciso manter o trabalho e a confiança. "Temos que manter a cabeça erguida, bem firme. É continuar acreditando. Lutar e lutar mais. Amanhã a gente já viaja (para Belém) e temos que levantar a cabeça. É preciso pensar positivo", finalizou.

Pela 13ª rodada, o Cruzeiro vai enfrentar o Remo, terça-feira à noite, em Belém (PA). Até lá o time continua com apenas 30,6% de aproveitamento e perto da zona de rebaixamento, com 11 pontos em 12 jogos. São duas vitórias, cinco empates e agora cinco derrotas.

Pior do que isso, a defesa é a mais vazada da Série B, com 22 gols, uma marca desagradável para o goleiro Fábio, um dos ídolos da torcida. "Vamos continuar trabalhando para acertar", lamentou o goleiro, que completou 950 jogos pelo clube, um recorde histórico. Mas, pela derrota, sem motivo para comemorar.

Escrito por:

Estadão Conteúdo