Publicado 30 de Junho de 2021 - 7h13

Por Felipe Rosa Mendes

Com previsão de encarar um frio de até três graus na hora do jogo, o Grêmio fará o clássico regional com o Juventude nesta quarta-feira, às 21h30, em Caxias do Sul, na tentativa de iniciar sua recuperação no Campeonato Brasileiro. Em cinco jogos, o time de Porto Alegre ainda não venceu e amarga a última posição da tabela. Já o Juventude vem no embalo da surpreendente vitória sobre o Flamengo, no fim de semana.

Com apenas dois pontos em 15 disputados, o Grêmio faz seu pior início de Brasileirão na era dos pontos corridos. São três derrotas e dois empates. O fraco desempenho surpreende mesmo em comparação aos últimos anos, quando a equipe gaúcha costumava demorar para engrenar na competição, por priorizar a Copa Libertadores e a Copa do Brasil.

Diante da largada aquém do esperado, o Grêmio sonha em repetir as disparadas que fazia sob o comando de Renato Gaúcho. Em 2019 e 2018, chegou a brigar pelas primeiras posições. Agora o time gaúcho quer repetir este feito com Tiago Nunes, que tem a vantagem de não precisar dividir atenções com a Libertadores, da qual a equipe foi eliminada ainda na fase preliminar.

Nesta tentativa de iniciar sua reação, o Grêmio terá novamente o desfalque do goleiro Brenno, que se recuperou da covid-19, mas ainda não tem condições de jogo. Gabriel Chapecó será o titular mais uma vez. Na zaga, Kannemann vai cumprir suspensão. Paulo Miranda formará dupla com Geromel.

Tiago Nunes terá também o desfalque de Thiago Santos, machucado. Darlan e Lucas Silva são as opções para o setor, com pequena vantagem para o primeiro nesta disputa. Estão fora ainda Alisson, Maicon e Churín, todos se recuperando de lesão, embora em diferentes estágios.

O duelo na noite gelada de Caxias do Sul vai marcar o reencontro entre os dois times gaúchos no Brasileirão, o que não acontece há 14 anos. O último jogo aconteceu em 30 de setembro de 2007, com triunfo do Grêmio, então comandado por Mano Menezes. Curiosamente, um dos gols daquela partida foi marcado por Diego Souza, titular em sua nova passagem pelo clube.

EMBALO - Embalado após vencer o Flamengo por 1 a 0, o Juventude tem outro 'teste de fogo'. O técnico Marquinhos Santos destacou a importância do jogo para o principal objetivo do clube na temporada: a permanência na elite.

"É uma partida que pode nos deixar em uma boa situação. Uma vitória em casa vai nos distanciar ainda mais da zona de rebaixamento, que é o nosso principal objetivo", ressaltou o treinador.

Marquinhos, porém, reconheceu a dificuldade e revelou que o time comemorou muito a vitória diante do Flamengo, mas que já está focado no Grêmio. "Precisamos manter o equilíbrio e os pés no chão. Sabemos da dificuldade que é o Campeonato Brasileiro. A vitória foi comemorada até iniciar o jogo do Grêmio. A partir disso, já estávamos estudando o adversário."

Sem desfalques e com pouco tempo para treinar, o técnico deve repetir a escalação que superou o atual campeão brasileiro. O atacante Matheus Peixoto, um dos artilheiros da competição com quatro gols, está pendurado, mas confirmado para o duelo. Com nove pontos, o Juventude está na intermediária da tabela e terminou a última rodada com cinco pontos de vantagem para a zona de rebaixamento.

Escrito por:

Felipe Rosa Mendes