Publicado 28 de Junho de 2021 - 13h01

Por Fabrício de Castro e Célia Froufe

Em meio à demanda de empresas e famílias por financiamentos durante a pandemia do novo coronavírus, o Banco Central informou nesta segunda-feira que as concessões de crédito caíram 1,9% em maio ante abril na série dessazonalizada. No caso de pessoas físicas, essas concessões recuaram 2,1% e, no das empresas, subiram 0,9%.

Os números mostram ainda que, em maio, as concessões no crédito livre - que reúne operações que não utilizam recursos do BNDES ou da poupança - subiram 0,4%. No caso das pessoas físicas, houve queda de 2,3%. Para as empresas, a baixa foi de 4,1%.

Entre as concessões no crédito direcionado (recursos do BNDES e da poupança), houve recuo em maio ante abril, de 3,4%. Para as pessoas físicas, houve diminuição de 1,3%. No caso das empresas, o aumento foi de 17,3%.

Os números apresentados nesta segunda-feira pelo BC são influenciados pelos efeitos da segunda onda da pandemia de covid-19, que voltou a colocar em isolamento social parte da população e reduziu a atividade das empresas.

Escrito por:

Fabrício de Castro e Célia Froufe