Publicado 27 de Junho de 2021 - 23h02

Por Estadão Conteúdo

O Internacional ainda não encontrou uma forma eficiente de atuar no Campeonato Brasileiro. Pela segunda vez sob o comando do técnico Diego Aguirre, o time gaúcho sofreu para empatar com o América-MG por 1 a 1, neste domingo à noite, na Arena Independência, pela sétima rodada. Nos últimos cinco minutos de jogo, o volante Edenilson atuou improvisado no lugar do goleiro Daniel, que deixou o campo após levar uma bolada na cabeça.

Com nove pontos, o Internacional ocupa a 13.ª posição, numa campanha aquém do esperado com duas vitórias, três empates e duas derrotas. O América continua sem vencer, agora com três pontos em penúltimo lugar.

Mesmo armado por Diego Aguirre no esquema 4-5-1, o Internacional começou o jogo com maior presença, tocando a bola e tentando fazer o simples. Quase abriu o placar aos três minutos, quando Johnny, sozinho na área, chutou para fora. Apesar de ter mais posse de bola, o time gaúcho tinha dificuldades para ultrapassar o bloqueio defensivo do América-MG, montado por Vagner Mancini no esquema 4-3-3.

Às vezes chutando de longe ou tentando a ligação direta, o América-MG foi melhorando e passou a criar chances no ataque. Aos 29 minutos, Rodolfo perdeu chance incrível. Após falha de goleiro Daniel, que deu um tapa na bola, ela sobrou para Rodolfo, livre e de frente pra o gol. Mas chutou por cima, isolando a bola.

O gol americano saiu num lance curioso. Zé Ricardo errou o chute na intermediária e a bola sobrou pra o lado esquerdo com Juninho Valoura. Ele cruzou e o atacante Ribamar subiu entre os zagueiros e desviou de cabeça para as redes, aos 33 minutos. O gol desestabilizou emocionalmente os jogadores do Colorado.

Na volta do intervalo, o Internacional voltou com três mudanças. Entraram Yuri Alberto, Edenilson e Pedro Henrique, respectivamente, nos lugares de Lucas Ramos, Johnny e Lucas Ribeiro. Mas quem quase ampliou o placar foi o América-GM, aos cinco minutos, quando Ribamar foi lançado nas costas da defesa e ficou frente a frente com Daniel. Mas demorou para chutar e acabou bloqueado pelo goleiro.

Aos 10 minutos, o mesmo Ribamar marcou de cabeça e até comemorou, mas o gol foi anulado pelo VAR. Acontece que no início da jogada, Alan Ruschel dominou a bola no braço esquerdo antes de fazer o cruzamento para a pequena área.

Na base da persistência, o Internacional foi empurrando o América para seu campo defensivo. Desta forma, chego ao gol de empate aos 31 minutos com Henrique Dourado. Após uma rápida troca de passes, Dourado recebeu na área e chutou cruzado e no alto. Um belo gol, porém, duvidoso. O lance foi validado pelo VAR após cinco minutos, que não viu impedimento.

O jogo depois ficou parado para atendimento ao goleiro Daniel, que recebeu uma bolada na cabeça e não conseguiu continuar. Como o Internacional já tinha feito suas cinco substituições, o volante Edenilson colocou as luvas e foi para o gol. O novo goleiro encaixou uma bola fácil, recebeu o cartão amarelo por reclamação e ainda deu um soco na bola com as duas mãos no minuto final. O jogo terminou aos 62 minutos.

Os dois times vão voltar a campo na próxima quarta-feira, às 19 horas, pela oitava rodada. O América-MG vai sair diante do Bahia, enquanto o Internacional vai receber o Palmeiras, no Beira-Rio, em Porto Alegre (RS).

FICHA TÉCNICA

AMÉRICA-MG 1 X 1 INTERNACIONAL

AMÉRICA-MG - Matheus Cavichioli; Eduardo, Eduardo Bauermann, Anderson Jesus e Alan Ruschel; Zé Ricardo (Fabinho), Juninho Valoura e Felipe Azevedo (Kawê); Marcelo Toscano (Bruno Nazário), Ribamar e Rodolfo (Carlos Alberto). Técnico: Vagner Mancini.

INTERNACIONAL - Daniel; Saravia, Lucas Ribeiro (Pedro Henrique), Victor Cuesta e Heitor; Rodrigo Dourado, Johnny (Edenilson), Maurício, Lucas Ramos (Yuri Alberto) e Patrick (Léo Borges); Thiago Galhardo (Vinícius Mello). Técnico: Diego Aguirre.

GOLS - Ribamar aos 33 minutos do primeiro tempo. Henrique Dourado aos 31 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Bráulio da Silva Machado (SC)

CARTÕES AMARELOS Eduardo e Alan Ruschel (América). Lucas Ribeiro, Edenilson e Thiago Galhardo (Internacional).

RENDA E PÚBLICO Portões fechados.

LOCAL - Arena Independência, em Belo Horizonte (MG).

Escrito por:

Estadão Conteúdo