Publicado 23 de Junho de 2021 - 7h47

Por Estadão Conteúdo

Nublado com pancadas de chuva à tarde
EDIÇÃO IMPRESSA
Campinas,

Publicado 23 de Junho de 2021 - 7h47

Por Estadão Conteúdo

Líder isolado e com 100% de aproveitamento, o Náutico visita o Londrina nesta quarta-feira, às 16 horas, no Estádio do Café, no Paraná, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. O time pernambucano pode igualar um recorde de 13 anos na competição.

Caso vença o Londrina, o Náutico chegará a seis vitórias consecutivas, sequência que até hoje só foi conquistada pelo Corinthians na edição de 2008. Até aqui o Náutico soma cinco vitórias seguidas. Bateu CSA e Vitória (ambos por 1 a 0), Guarani (3 a 1), Vila Nova (2 a 0) e Botafogo-RJ (3 a 1). O campeão pernambucano lidera o torneio com 15 pontos.

A situação do Londrina é completamente oposta. Os paranaenses ainda não conseguiram vencer e para piorar aparecem na zona de rebaixamento com apenas três pontos ganhos. São três empates e duas derrotas em cinco jogos.

Querendo encerrar o jejum de vitórias, o Londrina deverá ter mudanças em seu time titular. Uma alteração já é certa, porque Douglas Santos sofreu entorse no tornozelo e foi vetado pelo departamento médico. Caprini ficará com sua vaga.

As outras duas mudanças foram indicadas pelo treinador Roberto Fonseca nos treinamentos da semana. No meio-campo, Danilo aparece como boa opção para o setor de criação e briga por vaga com Marcelo Freitas. No ataque, Júnior Pirambu pode ser titular no lugar de Salatiel.

O Náutico também terá mudanças em sua formação inicial para buscar a sexta vitória seguida. O zagueiro Wagner Leonardo e o técnico Hélio dos Anjos ficarão de fora para cumprir suspensão automática. Guilherme dos Anjos, filho do técnico, vai estar à beira do gramado.

Mas a baixa mais sentida será a do atacante Vinícius, com dores no joelho e vetado pelo departamento médico. Para o seu lugar, Giovanny e Matheus Carvalho disputam a posição, já que são homens de velocidade.

Escrito por:

Estadão Conteúdo

Escrito por:

Estadão Conteúdo

"> Mídia Kit Correio Cult
Whatsapp (19) 9 9998-9902
Termos de uso Expediente
Líder Náutico visita Londrina para igualar recorde do Corinthians na Série B

Publicado 23 de Junho de 2021 - 7h47

Por Estadão Conteúdo

Líder isolado e com 100% de aproveitamento, o Náutico visita o Londrina nesta quarta-feira, às 16 horas, no Estádio do Café, no Paraná, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. O time pernambucano pode igualar um recorde de 13 anos na competição.

Caso vença o Londrina, o Náutico chegará a seis vitórias consecutivas, sequência que até hoje só foi conquistada pelo Corinthians na edição de 2008. Até aqui o Náutico soma cinco vitórias seguidas. Bateu CSA e Vitória (ambos por 1 a 0), Guarani (3 a 1), Vila Nova (2 a 0) e Botafogo-RJ (3 a 1). O campeão pernambucano lidera o torneio com 15 pontos.

A situação do Londrina é completamente oposta. Os paranaenses ainda não conseguiram vencer e para piorar aparecem na zona de rebaixamento com apenas três pontos ganhos. São três empates e duas derrotas em cinco jogos.

Querendo encerrar o jejum de vitórias, o Londrina deverá ter mudanças em seu time titular. Uma alteração já é certa, porque Douglas Santos sofreu entorse no tornozelo e foi vetado pelo departamento médico. Caprini ficará com sua vaga.

As outras duas mudanças foram indicadas pelo treinador Roberto Fonseca nos treinamentos da semana. No meio-campo, Danilo aparece como boa opção para o setor de criação e briga por vaga com Marcelo Freitas. No ataque, Júnior Pirambu pode ser titular no lugar de Salatiel.

O Náutico também terá mudanças em sua formação inicial para buscar a sexta vitória seguida. O zagueiro Wagner Leonardo e o técnico Hélio dos Anjos ficarão de fora para cumprir suspensão automática. Guilherme dos Anjos, filho do técnico, vai estar à beira do gramado.

Mas a baixa mais sentida será a do atacante Vinícius, com dores no joelho e vetado pelo departamento médico. Para o seu lugar, Giovanny e Matheus Carvalho disputam a posição, já que são homens de velocidade.

Escrito por:

Estadão Conteúdo