Publicado 21 de Junho de 2021 - 8h17

Por Estadão Conteúdo

A CSN Cimentos será a segunda subsidiária da CSN, do empresário Benjamin Steinbruch, a abrir capital este ano (a primeira foi a CSN Mineração), ajudando sua controladora a reduzir sua dívida. A unidade de cimentos deverá ter um IPO de cerca de R$ 2,5 bilhões, e sua estreia na bolsa deve ocorrer na segunda semana de julho.

No prospecto da oferta, a companhia aponta uma carteira ativa de 8.111 clientes em aproximadamente 860 cidades no Brasil e que sua venda no ano passado somou 4 milhões de toneladas de cimento.

Nas primeiras interações com investidores, segundo fontes que participaram das conversas, o tema crescimento via aquisições esteve bastante presente. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Escrito por:

Estadão Conteúdo