Publicado 20 de Junho de 2021 - 18h38

Por Estadão Conteúdo

Em jogo com arbitragem polêmica, Internacional e Ceará ficaram no empate por 1 a 1, na tarde deste domingo, no estádio do Beira-Rio, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro. O novo tropeço do time gaúcho em casa foi acompanhado das tribunas por Diego Aguirre, anunciado no sábado como novo treinador do Inter.

Com o resultado, Inter e Ceará chegam a cinco pontos, mais próximos da luta contra o rebaixamento do que da briga pelo título. O time alvinegro, que não vence há quatro jogos, está na frente pelo critérios de desempate.

Apesar de jogar fora de casa e desfalcado por oito jogadores em razão de um surto de covid-19 no elenco, o Ceará tomou a iniciativa e criou a primeira boa oportunidade do jogo. Logo no minuto inicial, Lima desperdiçou uma chance na cara de Daniel, pior para o Ceará, que viu o rival abrir o placar após o VAR ver um pênalti de Vinícius Machado em Yuri Alberto. Edenílson foi para a cobrança e mandou para o fundo das redes.

A arbitragem teve atuação polêmica no primeiro tempo. Os cearenses reclamaram muito da anulação do gol de Messias, que fez uma carga em Víctor Cuesta, antes de superar Daniel, mas nada valeu. Logo depois, o time alvinegro teve um pênalti marcado por um toque de mão de Edenílson. No entanto, em nova consulta de VAR, o lance foi anulado.

Apesar das polêmicas, o Ceará não desistiu e conseguiu o empate aos 45 minutos. Lima cobrou falta com perfeição e recolocou o time alvinegro na partida. O Inter teve a chance de fazer o segundo logo na sequência. Thiago Galhardo aproveitou uma falha de Fernando Sobral para driblar o goleiro e chutar, mas Gabriel Lacerda afastou o perigo. Messias também tentou no fim, mas jogou rente à trave.

O segundo tempo continuou agitado, mas com o Ceará melhor, nem as críticas de Thiago Galhardo, durante o intervalo, foram suficientes para incendiar o Inter. O time gaúcho, no entanto, teve sorte. Mendoza apareceu como elemento surpresa dentro da área e cabeceou para fora, desperdiçando grande chance.

O Ceará teve a posse de bola, mas deixou o Inter equilibrar as ações. Guto colocou Vina, que teve duas oportunidades de marcar, mas desperdiçou ambas. Mendoza também teve a chance de colocar o time alvinegro na frente, mas Daniel fez um milagre para salvar o Inter.

Nos minutos finais, o Inter ainda esboçou uma reação, mas a bola insistiu em não entrar mais no estádio Beira-Rio. Com isso, o empate acabou sendo decretado.

Na próxima rodada, o Ceará enfrenta o Atlético Mineiro na quinta-feira, às 19h, no estádio Castelão, em Fortaleza (CE). No mesmo dia e horário, o Internacional visita a Chapecoense, na Arena Condá, em Chapecó (SC).

FICHA TÉCNICA:

INTERNACIONAL 1 x 1 CEARÁ

INTERNACIONAL - Daniel; Heitor (Nonato), Lucas Ribeiro, Victor Cuesta e Léo Borges (Peglow); Edenílson, Rodrigo Lindoso e Patrick; Yuri Alberto (Vinícius Mello), Thiago Galhardo (Caio Vidal) e Lucas Ramos (Maurício). Técnico: Osmar Loss (interino).

CEARÁ - Vinícius Machado; Gabriel Dias (Buiú), Messias, Gabriel Lacerda e Bruno Pacheco (Kelvyn); Fernando Sobral, Marlon (Charles), Jorginho (Vina) e Lima (Hélio); Mendoza e Saulo Mineiro. Técnico: Guto Ferreira.

GOLS - Edenílson (pênalti), aos 7, e Lima, aos 45 minutos do primeiro tempo.

CARTÕES AMARELOS - Léo Borges e Lucas Ribeiro (Internacional); Fernando Sobral, Marlon e Vinícius Machado (Ceará).

ÁRBITRO - Diego Pombo Lopez (BA).

RENDA E PÚBLICO - Jogo sem torcida.

LOCAL - Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS).

Escrito por:

Estadão Conteúdo